Operação Cinturão em Cláudio recupera veículo furtado na cidade de Candeias/MG



Na última sexta-feira (28), no bairro São Bento na cidade de Cláudio/MG, durante Operação Cinturão, a viatura deparou com o veículo Monza, cor prata, placas GUL-2091, com dois ocupantes e ao perceber que seria abordado, o motorista evadiu em alta velocidade pelas ruas da cidade.

(Fotos Polícia Militar/Divulgação)
Foi acionado o cerco com demais viaturas da Operação Cinturão e no Parque Industrial, os policiais depararam com veículo batido em um muro, sendo que os ocupantes haviam evadido. O motorista do veículo foi identificado pelos policiais como sendo Ramon Peixoto de Carvalho, 19 anos, vulgo “menor” bastante conhecido no meio policial pela prática de diversos crimes.
Durante as diligências para remoção do veículo, foi verificado que o Monza havia sido furtado na cidade de Candeias no dia 24/10/16 e no interior dele, havia várias mochilas contendo diversos materiais.
Em seguida, a Polícia Militar recebeu uma ligação de Henrique Cecotti Assis Martins, 19 anos, alegando que fora vítima de um roubo pela manhã, dizendo que dois indivíduos de posse de uma arma de fogo, haviam subtraído sua mochila. No veículo havia sido encontrada uma carteira de identidade no nome de Henrique.

Em contato pessoal com Henrique, este entrou em contradição e acabou confessando que a história do roubo da mochila era uma farsa para sair ileso do crime de receptação e afirmou que realmente estava no veículo em fuga, logo, foi preso em flagrante como co-autor pela Receptação e por Comunicação Falsa de Crime.
No quartel, orientados pelo suspeito Ramon, apareceram dois menores que queriam assumir a condução do veículo e autoria do fato. Os menores foram arrolados na ocorrência agravando ainda mais a situação do suspeito Ramon com o crime de corrupção de menores.

Diante dos fatos, o veículo recuperado foi removido, foram apreendidos os materiais e o suspeito Henrique foi conduzido à Delegacia de Divinópolis onde foi autuado em flagrante pelo Delegado de Plantão. O suspeito Ramon não foi localizado.

Na manhã desta segunda-feira (31), um dos menores que queria assumir o crime de receptação foi apreendido e conduzido à Delegacia de Cláudio por fornecer dados falsos no dia da ocorrência.

Fonte: Acessoria de Comunicação Organizacional do 3º  Pelotão de Cláudio