Morre, aos 72 anos, Carlos Alberto Torres, o Capitão do Tri


Capita foi um dos maiores laterais direitos da história Foto: Hudson Pontes / Agência O Globo

O futebol mundial está de luto. O ex-jogador Carlos Alberto Torres, capitão do tricampeonato mundial da seleção brasileira em 1970, morreu nesta terça-feira, aos 72 anos.

Ele, que chegou a trabalhar normalmente no último domingo no programa "Troca de Passes", do Sportv, foi vítima de um enfarte fulminante nesta manhã.
Como jogador, Capita atuou por Fluminense, Santos, Botafogo, Flamengo, e New York Cosmos e California Surf, dos Estados Unidos. Como técnico, comandou Flamengo, Fluminense, Corinthians, Náutico, Miami Freedom (EUA), Once Caldas (COL), Monterrey (MEX), Tijuana (MEX), Botafogo, Atlético-MG, Querétaro (MEX), Unión Magdalena (COL), Omã, Paysandu e Azerbaijão.
Como treinador, aliás, conquistou títulos importantes como o Campeonato Brasileiro com o Flamengo em 1983, o Carioca com o Fluminense em 1984 e a Conmebol com o Botafogo em 1993. Seu último trabalho como técnico foi na seleção do Azerbaijão. Já há algum tempo atuava como comentarista no Sportv.
Com jogador da seleção brasileira, Capita tem como principais títulos a Copa de 1970 e a medalha de ouro no Pan-Americano de 1963. Entre os anos de 1958 e 1970, ele disputou 53 partidas com oito gols marcados.

Fonte: Extra Online