Procon interdita agência central do Banco Bradesco

Órgão de defesa do consumidor diz que estabelecimento desrespeita prazo definido por legislação

Com MidiaNews

 

A interdição da agência aconteceu na tarde desta quinta-feira

O Procon municipal interditou por 36 horas a agência central do Banco Bradesco, na Rua Barão de Melgaço, em Cuiabá. A interdição aconteceu na tarde desta quinta-feira (1º).

A ordem de serviço é decorrente da reincidência do estabelecimento em não cumprir a Lei 4069/01, que dispõe sobre o atendimento de clientes em unidades bancárias na cidade.

Conforme constatou o órgão de defesa do consumidor em ações anteriores, o banco não tem cumprido a obrigatoriedade de atender os consumidores no prazo máximo de 15 minutos.

“Enfrentamos um problema sério com a agencia central do Bradesco, que insiste em lesar o consumidor, fazendo-o esperar mais de meia hora por um atendimento que sequer dura cinco minutos", afirmou Carlos Rafael Carvalho, secretário-adjunto de Proteção e Defesa do Consumidor.

Segundo Carvalho, o Procon Cuiabá já realizou uma série de orientações em todos os estabelecimentos, tirando dúvidas e fazendo esclarecimentos a respeito da norma. "Constatamos casos de espera que ultrapassavam mais de uma hora. O banco já havia sido notificado para que apresentasse um plano de melhorias. No entanto, nenhuma medida foi tomada. Esta ação de hoje visa chamar a atenção da empresa para a gravidade do problema, na expectativa de que ela tome providências eficazes”, afirmou.

De acordo com a constatação feita pelo órgão e relatos dos consumidores, o tempo de espera para o atendimento pessoal é de cerca de 30 minutos para clientes prioritários e mais de 40 minutos para usuários convencionais. Em dias de pico, mais precisamente na data de pagamento de benefícios como o INSS e salário dos servidores municipais e estaduais, o prazo pode até dobrar.

“A negligência com o cliente é muito grande nesta unidade e os mais prejudicados são os idosos, que se deslocam ao estabelecimento para fazer a retirada de seu benefício. E, mesmo sendo direcionados para o caixa preferencial, são obrigados a aguardar mais de 40 minutos. Nem o serviço que, supostamente, deveria ser mais eficaz e reduzir o tempo de espera de pessoas mais velhas, é devidamente cumprido ”, contou o secretário-adjunto.

Para o aposentado João Vicente de Abreu, a rotina na agência central do Bradesco é a mesma mês a mês. “Todas as vezes que venho aqui é desse jeito. Confesso que hoje meu atendimento foi rápido, pois meu prazo de espera foi de apenas 32 minutos. Normalmente passo quase uma hora na agência só para poder retirar meu benefício do INSS", afirmou o aposentado.

Após a constatação do descumprimento da Lei e a notificação da gerência do espaço, foi lavrado o auto de interdição e as atividades da agência foram interrompidas, sendo autorizado apenas o atendimento daqueles clientes que já se encontravam dentro da unidade. O Banco Bradesco tem o prazo de 10 dias para apresentar sua defesa e será multado em valor ainda a ser definido, que varia de acordo com a infração e reincidência.