Morre mulher que fez o primeiro transplante de face do mundo

Isabelle Dinoire, de 49 anos, teria se submetido a diversos tratamentos para evitar a rejeição; esses acabaram provocando o surgimento de um câncer, segundo jornal francês

O Tempo

Dinoire foi operada em maio de 2005, depois de ser atacada por sua cadela e ter parte do rosto mutilada

Morreu na França a mulher que se submeteu ao primeiro transplante de face no mundo, realizado em 2005. A francesa Isabelle Dinoire, de 49 anos, morreu no dia 22 de abril, conforme revelou nesta terça-feira (6) o Hospital Universitário de Amiens, no qual ela foi operada.
Em comunicado, a instituição disse que a morte foi "por consequência de uma longa doença". Isso, após a informação vazar e ser divulgada  pelo jornal "Le Figaro".
A publicação diz que os diversos tratamentos aos quais a paciente era submetida para evitar a rejeição provocaram o surgimento de um câncer.  Antes de morrer, Isabelle teria perdido parte do movimento dos lábios, acrescentou o jornal.
Isabelle Dinoire foi operada em maio de 2005, depois de ser atacada por sua cadela e perder os lábios, queixo e parte do nariz. O procedimento durou mais de 15 horas. Pós cirurgia, sua primeira aparição pública foi fevereiro de 2006, em conferência realizada no hospital e transmitida ao vivo por televisões de todo o mundo.
Ainda de acordo com o jornal francês, desde 2005 foram realizados mais de 30 transplantes de face no mundo.

Primeira aparição pública de Isabelle Dinoire foi em fevereiro de 2006