Mais de 5 toneladas de maconha são interceptadas em uma semana em MS

Período de escoamento intensifica transportes de drogas, diz delegado

Na divisa com o Paraguai - maior produtor de maconha do mundo, o Estado do Mato Grosso do Sul acaba como rota para o escoamento de drogas, por meio de suas rodovias. Levantamento feito pelo Portal Correio do Estado mostra que ações de traficantes estiveram intensificadas nos últimos dias e semana foi de grande saldo no número de apreensões.
Desde a quarta-feira da semana passada (21), pelo menos cinco toneladas foram interceptadas por instituições policiais. A maior parte dos flagrantes ocorreu em rodovias federais e estaduais.
Durante a noite de ontem, em duas situações, policiais rodoviários federais apreenderam duas toneladas, na BR-163, em Campo Grande. Um dos casos teve troca de tiros e acabou na morte do traficante Antônio Carlos da Silva, 30 anos, que transportava 880 quilos de maconha em automóvel Cruze. No outro, poucas horas depois, carregamento de 719 quilos foi encontrado abandonado na mesma região. A polícia investiga se os dois casos têm relação.
Ainda nessa segunda-feira, na MS-080, saída para Rochedo, em Campo Grande, traficante foi baleado no pulso em confronto com equipe do Batalhão de Choque quando transportava 237 quilos de maconha, em Hyundai IX35. Durante a tarde, foram barrados por policiais rodoviários federais mais 228 quilos, na MS-162, em Dourados.
DIAS ANTES
Outros 740 quilos de maconha eram levados no fim de semana, por traficante de 26 anos, em Captiva, na BR-163, em Dourados. O rapaz tentou fugir, mas foi perseguido e preso. Entre os dias 21 e 22, duas carretas carregadas com maconha foram apreendidas na BR-262, próximo de Água Clara e Três Lagoas.
Na avaliação do delegado de Polícia Civil que atua em Ponta Porã, Jarley Inácio, a grande quantidade de apreensões se deve ao período de escoamento da maconha. “Droga no Paraguai é cultivada o ano todo. Mas, sabemos que há dois períodos para o escoamento. Um é no começo do ano e outro neste período em que estamos”, disse a autoridade policial.
O delegado lembra que no fim do mês passado, grande apreensão foi feita na mesma situação. Depósito do narcotráfico foi fechado e apreendidas quase quatro toneladas no Bairro da Moca, em Ponta Porã. Cinco criminosos foram presos em flagrantes.

Fonte: Correio do Estado