Uma estreia especial na Seleção Brasileira, tanto para o técnico Tite quanto para o garoto Gabriel Jesus. Nesta quinta-feira, o Brasil quebrou um tabu de 33 anos ao vencer o Equador por 3 a 0, no Estádio Olímpico Atahualpa, em Quito, pela sétima rodada das Eliminatórias Sul-Americanas. Neymar e Gabriel Jesus, duas vezes, garantiram o triunfo brasileiro na competição que garante vaga na Copa do Mundo de 2018, a ser disputada na Rússia.
Com o resultado, o Brasil vence um adversário direto, já que o Equador está à frente da seleção na tabela de classificação. O próximo adversário dos brasileiros é a Colômbia, na próxima terça-feira (6), às 21h45, na Arena da Amazônia, em Manaus. Vencer será fundamental para que o time melhore sua situação na briga por uma vaga na Copa do Mundo da Rússia.
O Jogo
O início do confronto foi marcado pela pressão do Equador, que brigava pela liderança das Eliminatórias e tentou fazer o fator casa valer, pois a equipe contava com o apoio da torcida, que encheu o Olímpico Atahualpa. A partir dos 15 minutos, a Seleção Brasileira passou a se organizar melhor na saída da defesa para o ataque, e chegou a criar algumas oportunidades de finalização, principalmente em chutes de média e longa distância, tentando aproveitar a velocidade maior que a bola alcança nos 2.850 metros acima do nível do mar da capital equatoriana.
Na segunda etapa é que o resultado foi construído. Aos 27 minutos, Neymar abriu o placar, após Gabriel Jesus sofrer pênalti, cometido pelo goleiro Domínguez. E o “Menino Jesus” estava iluminado. Aos 41 minutos da etapa final, Marcelo cruzou da esquerda, e o camisa 9 fez de calcanhar. Um golaço: 2 a 0.
E tinha mais. Cinco minutos depois, Gabriel Jesus recebeu na entrada da área, girou bonito e chutou de forma maravilhosa, para balançar a rede do goleiro equatoriano, conhecido como “Dida”, em homenagem ao ex-goleiro da Seleção Brasileira.
O resultado positivo deixou o Brasil com 12 pontos em sete partidas disputadas até aqui.