O advogado da ex-presidente Dilma Rousseff pediu nesta quinta-feira ao Supremo Tribunal Federal a anulação da decisão do Senado que a destituiu de seu cargo.

A apelação, à qual teve acesso a AFP, pede "a suspensão de imediato dos efeitos da decisão do Senado Federal, que condenou por crime de responsabilidade a Presidenta da República", segundo texto assinado pelo ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, que defendeu Dilma durante todo o processo de impeachment.

 A medida cautelar pede, além disso, a realização de um novo julgamento e que se restabeleça a presidência interina de Michel Temer.

José Eduard Cardozo havia antecipado na véspera que apresentaria ao menos dois recursos ante o STF questionando o processso.




Publicidade:

Atendimento 24Hs. Tel. (37) 3341-3497/ 9176-0300 / 9916-1670 São nas horas mais difíceis que você deve consultar antes todos os nossos serviços e preço.