A estrutura do Circo Globo, instalado no bairro Tirol, na região do Barreiro, que completava a temporada de duas semanas em Belo Horizonte, desabou na noite deste domingo (25). O acidente ocorreu após as fortes chuvas que atingiram a capital mineira. 
Aproximadamente 70 pessoas, entre espectadores e funcionários, estavam debaixo da lona erguida na avenida Senador Levindo Coelho, no bairro Tirol, região do Barreiro. Por sorte, ou milagre, como define o palhaço da arena, não ocorreu uma tragédia.  "Mulheres com várias crianças correram para se proteger. Foi Deus quem evitou uma tragédia", relembrou Raphael Signorelli, de 25 anos, filho do proprietário do circo. 


Ele conta que a terceira apresentação do dia havia iniciado quando uma ventania e fortes chuvas atingiram o local. "Interrompemos o espetáculo e levamos todo mundo para próximo da cantina, pois lá tem menos ferro e perigo", lembrou o jovem que trabalha como palhaço e motociclista do Globo da Morte. 
Com a intensificação do temporal, todos correram e se amontoaram em um trailer. Foi neste momento que a estrutura desmoronou. "Como todos haviam saído debaixo da lona, ninguém se feriu", contou. 
Prejuízo 
O prejuízo calculado por Signorelli é de cerca de R$ 60 mil. Nesta segunda-feira (26), a estrutura seria desmontada e o circo seguiria para outra cidade mineira. Agora, antes de voltar a entreter crianças, uma nova lona terá que ser comprada. 
O Circo Globo roda por todo o Brasil há 15 anos, mas há cinco gerações a família atua no ramo. "Neste período eu nunca presenciei nada parecido. Foi um desespero", observou o jovem palhaço.
Desaparecido
Na mesma região, Wanderley Silva de Freitas, de 41 anos, sumiu depois de ser arrastado pela correnteza da chuva. Segundo populares, ele caiu no Córrego do Onça e foi levado pela enxurrada em direção a uma galeria da avenida Tereza Cristina. Militares do Corpo de Bombeiros fazem busca na região, mas até a manhã desta segunda a vítima não havia sido localizada.