Polícia Militar prende homem que estava foragido desde 2015, após ter participado de um homicídio em Itapecerica/MG



Na noite deste sábado (27), Militares do 3º Pelotão de Itapecerica/MG, foram solicitados para atender uma ocorrência no Pronto Socorro da cidade, onde um homem teria dado entrada no PS, com sinais de espancamento.
 (Foto arquivo/DN)

Diante das informações, os militares deslocaram ao hospital onde a vítima teria sido agredida na rua Severo Augusto pelo indivíduo de alcunha "Dezinho". Diante da denúncia feito rastreamento, os militares lograram êxito em encontrar o autor F. A. S.G, vulgo " Canindezinho" foragido pelo crime de homicídio no dia 28/12/2015 em Itapecerica. O autor se encontrava foragido no estado de São Paulo e contra o mesmo havia um mandado de prisão em seu desfavor pelo crime de homicídio que ocorreu na data citada acima. Após ter agredido uma vítima na noite deste sábado, Dezinho acabou sendo preso pelos militares.

Relembre o caso:

No dia (28/12/2015), madrugada de segunda-feira, a Policia Militar de Itapecerica/MG, foi informada que havia um Homem caído sobre a calçada da praça de esportes no centro da cidade, e que o mesmo tinha ferimentos na cabeça.

A viatura se deslocou até o local indicado onde encontrou Jonas Raimundo Santos Rocha de 33 anos com sinais de espancamento. Os Policiais conduziram a vítima até o PS de Itapecerica, e ao dar entrada no hospital foi constatado que o estado de saúde da vítima era grave e tinha suspeita de traumatismo craniano.
Imediatamente a vítima foi transferida para Divinópolis e veio a falecer na quarta feira (30/12/2015).

Muitos foram os comentários que sugiram sobre este fato que é considerado Homicídio, ainda não se sabe ao certo se a vítima foi espancada no local onde ele foi encontrado, ou se o fato aconteceu em outra parte da cidade e largaram a vítima no local onde o mesmo foi encontrado.
Pelas circunstâncias da violência possivelmente foi um Homicídio doloso em que os autores tiveram a intenção de matar.

Pouco tempo após o crime, a Polícia Militar já havia cumprido um mandado de prisão em desfavor de André Nascimento, suspeito também de ter ter participado do crime.