A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Orientação e Proteção à Família, que tem à frente a delegada Luciana de Souza Silva, apresentou na tarde desta segunda-feira (1º), quatro jovens suspeitos de estuprarem uma adolescente, de 14 anos, no dia 16 de junho. Um adolescente de 17 anos também está envolvido no caso.
A Operação que culminou na prisão dos jovens W.YB.L, de 23 anos, I.H.G, de 19 anos, M.L.O, de 19 anos e W.L.C, de 18 anos e na apreensão do adolescente L.L.O, foi deflagrada no dia 21 de julho.
A delegada Luciana Souza explicou que teve conhecimento do caso após a adolescente desaparecer e a família acionar a polícia e registrar um REDS.
Os atos sexuais aconteceram em um matagal no bairro Recanto da Praia e também em uma casa nas proximidades. Mesmo consentindo  com os atos sexuais, a vítima tem déficit intelectual moderado, com prejuízo na capacidade de armazenar informações e discernir entre o certo e o errado, além de déficit cognitivo com início de queda psicótica.
O adolescente envolvido no caso não foi apresentado na delegacia. O pedido de internação provisória dele foi indeferido pela juíza criminal.
A delegada concluiu o inquérito na sexta-feira (29). De acordo com ela, o relatório do caso será encaminhado ao Fórum ainda nesta semana. “Foram realizados dois laudos médicos na vítima e ficou constatado que o hímen dela foi rompido e que houve conjunção carnal e anal”, explicou Luciana.

A delegada Luciana de Souza esteve à frente do caso