Oficializada a ampliação do sistema ‘OLHO VIVO’ em Arcos/MG


(Foto Polícia Militar/Divulgação)

Em entrevista coletiva realizada no quartel da Polícia Militar em Arcos na manhã desta terça-feira (9), o comandante da 241ª Cia PM, 1º Tenente César Henrique Bittencourt da Cunha e o prefeito municipal, Claudenir José de Melo, o “Baiano”, anunciaram para diversos jornalistas a ampliação do sistema ‘Olho Vivo’ na cidade. O projeto original, apresentado pelo Comando da PM em meados de 2009-2010, era contemplado por oito (08) câmeras, priorizando a área comercial. Com a ampliação, Arcos passará a contar em breve com dezoito (18) câmeras, que vão possibilitar à corporação mapear as principais rotas de fuga do município e alguns pontos estratégicos em termos de segurança pública.
No seu discurso, o Tenente Bittencourt destacou a relevância de um projeto como este, apresentando argumentos concretos sobre centenas de ocorrências que só tiveram desfecho positivo graças à captação das imagens, as quais permitiram aos militares efetuar prisões e apreensões de drogas, veículos e materiais ilícitos. “O sistema ‘Olho Vivo’ potencializou nossas ações de maneira substancial. As câmeras de monitoramento e o trabalho realizado pelos operadores do sistema são ferramentas essenciais de combate ao crime. A parceria entre PM e governo municipal beneficiou consideravelmente os nossos clientes, a sociedade como um todo”, afirmou o oficial.
Já o prefeito pontuou a importância da ampliação, elencando a segurança pública como prioridade em qualquer cenário. “Qualquer pessoa, seja ela uma professora, um médico, um advogado ou profissional liberal, precisa se sentir segura para poder usufruir de uma boa qualidade de vida. A segurança pessoal e patrimonial é o objetivo de todo cidadão de bem e esta parceria entre Prefeitura Municipal e Polícia Militar demonstra o zelo que temos com relação a este tema”.
A previsão para que as novas câmeras estejam em amplo funcionamento é de aproximadamente 30 dias.


Foto: o prefeito de Arcos, 'Baiano', Tenente Bittencourt e o proprietário da empresa vencedora da licitação para instalação das câmeras - Rodrigo