No indulto, homem tenta praticar roubo e leva golpe de jiu-jitsu

O assalto aconteceu às 20 horas de terça-feira, no Boqueirão em Praia Grande, no Litoral Paulista

A Tribuna

Condenado por tráfico de drogas, Eduardo Venturelli Dominguez, de 39 anos, recebeu autorização da Justiça para passar o Dia dos Pais em casa, mas não irá comemorar a data junto com a família.
Horas após ser liberado da Penitenciária I de São Vicente, Eduardo roubou uma jovem de 18 anos e foi preso em flagrante. O assalto aconteceu às 20 horas de terça-feira, no Boqueirão, em Praia Grande.
O que o acusado não sabia era que a jovem treina jiu-jitsu e estava acompanhada de uma amiga, de 16 anos, praticante do mesmo esporte. As duas se dirigiam para uma academia, quando Eduardo se aproximou da adulta e a agarrou pelo pescoço para roubá-la.
A abordagem ocorreu na esquina das ruas Jundiaí e Mococa, motivando a vítima a fazer aquilo que as autoridades não recomendam, ou seja, reagir. “Sei que é perigoso, mas ele não segurava arma na mão e percebi que também não trazia nada na cintura”, justificou a jovem.
Na tentativa de dominar o ladrão, a vítima deixou cair o seu dinheiro no chão e ele logo o apanhou, fugindo correndo em seguida. As garotas começaram a perseguir o acusado aos gritos de “pega ladrão” e outras pessoas passaram a auxiliá-las.
O 1º DP de Praia Grande fica nas imediações e já estava fechado para o atendimento ao público. Porém, investigadores que permaneciam na unidade ouviram os gritos, saíram até a rua e conseguiram dominar o condenado na Rua Fumio Miyazi.
A vítima teve roubados cerca de R$ 100,00, mas foram recuperados R$ 80,00. “O restante deve ter caído durante a fuga”, disse o chefe dos investigadores Olívio Bento. Segundo ele, além da condenação por tráfico, o acusado possui passagem por receptação.
O delegado Juvenal Marques Ferreira Filho autuou Eduardo em flagrante por roubo e determinou a sua remoção à cadeia. Com a nova prisão, o acusado não deverá ser contemplado com o benefício de saída temporária nas próximas datas comemorativas.