Mulher reage a roubo em ônibus e mata ladrão com canivete no Gameleira em BH

Homem não foi identificado; comparsa do assalto fugiu e ainda não foi encontrado; fato aconteceu dentro de ônibus da linha 7120 (Riacho/Betânia)

O Tempo 

Uma mulher reagiu a um roubo dentro de um ônibus e acabou matando o ladão com um canivete, no bairro Cabana, na região Oeste de Belo Horizonte, na noite dessa segunda-feira (22). O fato aconteceu dentro de um ônibus da linha 7120 (Riacho/Betânia).

Em estado de choque, a passageira de 36 anos contou à Polícia Militar (PM) que entrou no coletivo no bairro Cidade Industrial, em Contagem, na região metropolitana da capital. Quando o veículo chegou ao bairro Cabana, um dos dois homens que estava sentado mais na parte da frente, levantou e sentou ao lado dela. Ele sacou uma arma e anunciou o assalto, tomando a bolsa dela. O homem revirou o pertence e pegou o celular dela, mandando que ficasse quieta.
Em seguida, voltou a sentar perto do comparsa, que logo deu sinal para descer do ônibus. Quando este levantou, ela sentou ao lado do ladrão e pediu para que ele devolvesse o telefone. O homem se irritou e tentou pegar a arma, mas antes disso, a mulher conseguiu o golpear com um canivete.
Ele, então, gritou ao comparsa que tinha sido atingido e os dois desceram do coletivo correndo, contudo, mas a frente, o homem ferido caiu e morreu. O motorista do ônibus deslocou até um batalhão mais próximo no bairro Gameleira, onde a ocorrência foi registrada.
A PM não informou onde o ladrão foi ferido e nem por quantos golpes. O morto estava sem documentos e ainda não foi identificado.
A mulher foi encaminhada para a delegacia para prestar esclarecimentos. O comparsa do roubo fugiu e, até o momento, não foi localizado.
Segundo a assessoria da Polícia Civil, a mulher foi ouvida e alegou legítima defesa, sendo liberada. A princípio foram constatadas três perfurações no corpo do homem, sendo no tórax e no pescoço. No local do fato, foi encontrada e apreendida uma arma de fogo, aparentemente danificada. As investigação prosseguem.