Menor acaba apreendido após tentativa de homicídio contra um policial militar em Divinópolis/MG




Na noite desta terça (02), durante patrulhamento nas proximidades do hotel imperador em Divinópolis, militares visualizaram um menor infrator de 16 anos descendo a escadaria da rua Goiás sentido ao hotel, ao perceber a presença dos militares, o menor retornou subindo a rua Goiás. Diante da fundada suspeita, um dos militares partiu em direção do menor no intuito de abordá-lo. Ao aproximar do menor na rua Goiás entre rua Professor Isauro Ferreira e Rio Branco, tentando abordá-lo, este iniciou fuga a pé já sacando um revolver oxidado e enquanto sacava a arma efetuou um disparo, durante sua fuga apontava a arma para o militar no intuito de ameaçá-lo. Diante da iminente ameaça e para resguardar sua vida e de terceiros o militar efetuou um disparo. Já na rua Professor Isauro Ferreira o autor novamente efetuou um disparo contra o militar e ainda continuava correndo e apontando a arma para ele, sendo efetuado mais dois disparos para sua alto defesa, durante sua fuga, ainda na rua Professor Isauro Ferreira, o menor entrou em uma mata as margens do Rio Itapecerica e logo após foi contido e apreendido. De acordo com a polícia, ainda na rua Professor Isauro Ferreira havia um segundo autor que também efetuou disparos contra o mesmo militar e evadindo em seguida no sentido ao local conhecido por "Rouxinóis", onde não foi identificado e nem preso, após buscas em meio ao matagal, foi localizado um revolver .38 oxidado que foi apreendido o menor infrator teve um corte na região costal esquerdo e pequena escoriação no pé esquerdo sendo atendido na upa e liberado. Durante o desenrolar da ocorrência um policial civil de 39 anos ligou no copom e alegou que um dos disparos atingiu seu veículo Hyundai/Tucson, no vidro lateral traseiro esquerdo, sendo que estilhaços do vidro vieram atingi-lo. Não ficou esclarecido de qual arma saiu o projetil que atingiu o vidro do veículo do policial civil, ficando a cargo da perícia informar posteriormente. Na ação, o menor infrator não foi alvejado por disparo de arma de fogo. Menor conduzido juntamente com a guarnição policial para serem ouvidos pelo delegado de plantão.