Homem é preso em Divinópolis/MG, por roubo a mão armada, lesão corporal e resistência


(Fotos Polícia Militar/Divulgação)

O centro de operações (Copom) recebeu na noite desta terça-feira (16), uma ligação via 190 relatando a ocorrência de um roubo com utilização de arma de fogo no bairro catalão em Divinópolis, ocasião em que a vítima de 26 anos estava conduzindo a motocicleta Honda/Biz tendo como passageira a sua namorada de 26 anos, sendo que, em determinado momento, eles foram abordados por dois indivíduos que chegaram em uma motocicleta Honda/XRE de cor escura, tendo o garupeiro, de porte de uma arma de fogo pequena, anunciado o assalto com os dizeres: "para, desce da moto e passa os celulares e a carteira", tendo as vítimas entregado os pertences e os infratores evadido nas duas motocicletas.
Imediatamente as viaturas do turno iniciaram intenso rastreamento e operação de cerco e bloqueio. Durante o rastreamento, alguns minutos após o roubo, a polícia recebeu uma informação anônima via 190 de que um indivíduo estaria, na esquina entre as ruas Formiga e Campos Sales, bairro Porto Velho, tentando empurrar uma motocicleta com o alarme acionado do mesmo modelo e cor da que acabara de ser roubada. Imediatamente a equipe se deslocou para o local indicado e deparou-se com o autor Cristian Junior dos Santos 41 anos, empurrando a motocicleta roubada, tendo os militares o abordado. 

Durante a busca pessoal, o suspeito, em um solavanco, começou a evadir-se correndo em desabalada carreira pelas vias do bairro, sendo perseguido pelos militares que o alcançaram a dois quarteirões de distância. Nesse momento, os policiais deram voz de prisão ao infrator, que começou a resistir violentamente à ação, desferindo diversos socos e chutes no intuito de acertar os militares e tentando a todo momento dar cabeçadas e cusparadas.
Durante aproximadamente dez minutos os militares tentaram algemar o infrator sem êxito, que sempre resistia com muita violência, tendo ele, em determinado momento, acertado uma cotovelada no Sargento (PM) na altura do supercílio esquerdo, que causou inchaço e hematoma imediatamente. Após a chegada de outra equipe os militares conseguiram algemar o suspeito, sendo necessário, para tanto, a utilização da pistola de emissão de impulsos elétricos. (Taser) com o infrator foi localizada, além da motocicleta, uma bolsa de propriedade da vítima contendo uma carteira com documentos pessoais. O suspeito foi prontamente reconhecido pelas vítimas como sendo o indivíduo que anunciou o assalto com a arma de fogo em punho. Em decorrência da intensa e incessante resistência, o suspeito sofreu diversas escoriações e hematomas pelo corpo, sendo ele encaminhado à unidade de pronto atendimento onde foi medicado. Os materiais cadastrados e o preso foram encaminhados à autoridade policial de plantão para a tomada das providências legais pela prática dos crimes de roubo, resistência e lesão corporal.