Buscas por barco que desapareceu em Bertioga entram no 4º dia

'Anjo Gabriel I' saiu de uma garagem náutica na sexta-feira. O retorno devia ter ocorrido no sábado

A Tribuna

Embarcação desapareceu com seis ocupantes após sair de uma marina em Bertioga 

As buscas pelo grupo de pescadores que desapareceu a bordo do barco Anjo Gabriel I entram no 4º dia nesta terça-feira (2). Seis pessoas saíram de uma garagem náutica em Bertioga na tarde de sexta-feira (29), com destino à Ilha de Alcatrazes, no Litoral Norte, a aproximadamente 45 km do porto de São Sebastião.
A abrangência da área de procura foi ampliada para a região central e sul nesta manhã, devido às condições da maré, que pode ter levado a embarcação para essas regiões. Uma equipe conrtinua a busca pelo litoral norte, próximo à Ilha de Alcatrazes. Os policiais também aguardam a melhoria do tempo para realizar buscas com o helicóptero Águia.

Além das equipes do Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBMar), o Serviço de Busca e Salvamento (SAR) da Marinha do Brasil foi acionado ontem (1) para tentar localizar a embarcação. Os familiares também se mobilizaram para auxiliar na procura da embarcação.
Último contato
O último contato do barco com a Capitania dos Portos do Estado de São Paulo foi realizado ainda em Bertioga, na saída da Náutica Polyglon, às 15 horas de sexta-feira (29).
Segundo o Tenente Prestes, do GBMar, as buscas pelos ocupantes começou no sábado. "Familiares informaram que não conseguiam falar com eles (ocupantes). O local para onde eles iam é bem explorado pelos pescadores. No final de semana, apesar do mar um pouco agitado, as condições climáticas de visibilidade eram favoráveis."
Ainda de acordo com o tenente, não é possível precisar o que pode ter acontecido com a embarcação. "O barco pode ter virado ou ainda estar à deriva por falta de combustível."