Bicampeão olímpico, Torben vibra com o ouro da filha: 'Emoção diferente'

Hoje em Dia

Em entrevista, Grael declarou "8 medalhas na família agora, né? Mais do que muitos países"
Torben Grael, um dos principais medalhistas do Brasil em Olimpíadas, viveu nesta quarta-feira (18) uma emoção diferente nos Jogos do Rio. Fora das disputas olímpicas desde os Jogos de Atenas-2004, ele acompanhou na torcida a conquista da filha, Martine Grael.
Ao lado da companheira Kahena Kunze, elas venceram a última regata nesta quarta e conquistaram o ouro na categoria 49er FX. "Foi uma emoção diferente, muito bacana ver os filhos felizes", comentou, em entrevista ao Sportv, pouco depois do feito obtido pela filha em parceria com sua compatriota.
Na opinião de Torben, o mais complicado na conquista da filha foi superar a pressão.
"A última regata foi muito difícil. Elas tinham um peso enorme nas costas. Tinha o peso do nome, da reputação da vela de trazer medalhas, o fato de velejar em casa... Mas não poderia ser melhor, ganharam a regata e a medalha", comemorou.

Com dois ouros, uma prata e dois bronzes olímpicos no currículo, Torben disse que conversou bastante com as meninas estreantes na competição. "O fato de ter feito seis Olimpíadas dá uma experiência que poucas pessoas têm. Procurei passar o que deu certo e o que deu errado. O começo foi meio intenso, mas depois elas foram bem. O ouro realmente é fantástico. Elas vão muito bem sob pressão e felizmente deu tudo certo", finalizou.
A mãe de Martine nem esperou a filha chegar à praia. Ao ver que Martine havia conquistado a medalha de ouro, se jogou na água para comemorar o feito. Ao ser questionada sobre o que estava sentindo, respondeu de forma bem-humorada: "Frio".
"Foi tudo muito legal. Ainda não estou acreditando no que foi isso. O dia começou com muita vibração positiva e deu tudo certo no final. Foi incrível o que aconteceu. Para ficar pra sempre na memória", comemorou, tremendo de frio.