Após dezenas de ataques a bancos e explosões, secretário da Segurança diz que vai montar Força-Tarefa para dar uma "pronta-resposta" ao crime

Por Fernando Ribeiro
 

Além de destruir agências, bandidos metralham e destroem viaturas e sede de Destacamentos da PM nas cidades de pequeno e médio portes do Interior  do Ceará.
Quarta-feira 3.8.2016 015
As explosões deixam sempre um rastro de destruição nas agências
Após o registro de aproximadamente 50 ataques a bancos no Ceará, com 14 agências e postos destruídos por explosões, três carros-fortes assaltados e mais de 20 arrombamentos de caixas eletrônicos e cofres bancários, além de viaturas e destacamentos policiais metralhados, em pouco mais de sete meses de 2016, a Secretaria da Segurança Pública  e Defesa Social (SSPDS) decidiu somente agora reagir.
Na sexta-feira passada (5), após uma semana marcada por seguidos ataques de quadrilhas com a explosão de agências bancárias nas cidades de Pedra Branca, Cedro e Tamboril, o atual titular da SSPDS, delegado federal aposentado Delci Teixeira, anunciou que será montada uma “força-tarefa” para planejar e executar operações de “pronta resposta” contra o crime.
Delci afirma que, com a ajuda dos setores de Inteligência dos próprios bancos, será montada uma estratégia de inteligência com o objetivo de prevenir e reprimir a ação dos grupos criminosos. E disse, ainda, que uma das informações importantes era descobrir quais dias e horas os ladrões atuam com mais freqüência.
Assim como na questão dos atentados determinados pelas facções criminosas estabelecidas dentro dos presídios, a SSPDS só decide agir depois que o crime organizado produz um rastro de destruição e violência.
Cidades atacadas
No caso dos atentados, somente após mais de 100 ataques do crime em duas épocas distintas do ano, com a destruição de ônibus em incêndios criminosos, ataques a delegacias e quartéis da Polícia, rebeliões com mortes e depredação dos presídios e atentados a prédios públicos como da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), o governo chamou a Imprensa para informar que iria criar uma Delegacia de Combate ao Crime Organizado.
A situação agora se repete em relação aos ataques a bancos.  Faltando apenas quatro meses para o fim do ano e com várias cidades atacadas e seus bancos destruídos, o governo decidiu agir informando sobre a criação de uma força-tarefa para combater o crime.
No balanço do ano, 14 cidades do Interior cearense tiveram agências bancárias explodidas. São elas: Madalena (19/1), Ibaretama (23/3), Orós (4/3), Morrinhos (7/4), São João do Jaguaribe (17/4), Banabuiú (14/5), Monsenhor Tabosa (2/6), Choró (4/6), Beberibe (13/6), Capistrano (15/6), Parambu (29/7), Pedra Branca (31/7), Cedro (1º/8) e Tamboril (2/8).

Veja a lista dos ataques a bancos e carros-fortes no Ceará em 2016:

ASSALTOS A BANCOS NO CEARÁ 2016
01 – (23 de janeiro) – Arrombamento (furto) dos caixas eletrônicos e do cofre da agência do BANCO DO BRASIL na cidade do EUSÉBIO
02 – (1º de fevereiro) – Arrombamento (furto) de valores na  agência do BANCO DO BRASIL da cidade de FARIAS BRITO
03 – (4 de fevereiro) – Assalto praticado por uma quadrilha na agência do BANCO DO BRASIL da cidade de NOVO ORIENTE, com reféns e fuga em vários veículos. Muitos tiros de fuzil
04 – (4 de fevereiro) – Arrombamento (furto) de caixas eletrônicos na agência  do BANCO DO BRASIL na cidade de CARIÚS
05 – (17 de fevereiro) – Assalto à mão armada praticado por uma dupla de ladrões na agência do BRADESCO da cidade de SOLONÓPOLE
06 – (19 de fevereiro) – Assalto com tiros e explosão de cofre e caixas eletrônicos na agência do BANCO DO BRASIL da cidade de MADALENA
07 – (1º de março) – Assalto do tipo “sapatinho”, isto é, com seqüestro de funcionário e seus familiares, contra a agência do BANCO DO BRASIL na cidade de CAMPOS SALES
08 – (3 de março) – Ataque de uma quadrilha fortemente armada na agência do BRADESCO  da cidade de SENADOR SÁ
09 – (23 de março) – Ataque com explosão de caixas eletrônicos na agência do BRADESCO da cidade de IBARETAMA. Grupo metralhou também a sede do destacamento da PM
10 – (3 de abril) – Arrombamento do cofre da agência do BRADESCO  da cidade de CANINDÉ
11 – (4 de março) – Assalto com explosão da agência do BANCO DOBRASIL da cidade de ORÓS
12 – (7 de abril) – Ataque de uma quadrilha com explosão na agência do BANCO DO BRASIL  da cidade de MORRINHOS
13 – (11 de abril) – Ataque ao estilo novo cangaço na Cidade de INDEPENDÊNCIA com roubos simultâneos nas agências do BRADESCO  e BANCO CO BRASIL com reféns e confronto com a Polícia Militar
14 – (17 de abril) – Ataque violento de uma quadrilha à cidade de SÃO JOÃO DO JAGUARIBE, com tiros disparados contra o Destacamento da PM e explosão de caixas do BANCO DO BRASIL.
15 –(29 de abril) – Bandidos atacam carro-forte na Prossegur na BR-122, no Município de IBARETAMA, à altura da localidade de Triunfo. Veículo tem o cofre explodido e os ladrões levam todo o dinheiro.
16 – (1º de maio) – Ladrões arrombam a agência do BANCO DO BRASIL da cidade de ICAPUÍ.
17 – (14 de maio) – Bandidos explodem a agência dos Correios da cidade de BANABUIÚ, onde funcionava um correspondente bancário do Banco do Brasil
18 – (17 de maio) – Quadrilha furta caixas eletrônicos da agência do BANCO DO BRASIL na cidade de FORQUILHA  depois de render os policiais militares do Destacamento.
19 – (17 de maio) – Quadrilha fortemente armada ataca um carro-forte da empresa Corpvs na rodovia estadual CE- 226, na ponte sobre o sangradouro do Açude Feiticeiro, na zona rural do Município de JAGUARIBE.  O veículo é explodido. Um vigilante ficou ferido a tiro.
20 – (30 de maio) – Ataque a um carro-forte da empresa de segurança privada Corpvs na CE-060, no Município de ACOPIARA. Bandidos armados com fuzis explodiram o blindado e levaram os malotes, abandonando depois uma Hilux na estrada em direção à Mombaça.
21 – (30 de maio) – Bandidos usaram maçaricos para violar um caixa eletrônico na agência do BANCO DO BRASIL na cidade de ITAITINGA.
22 – (2 de junho) – Quadrilha explode caixas eletrônicos da agência do BANCO DO BRASIL da cidade de MONSENHOR TABOSA.
23 – (3 de junho) – Assalto à mão armada praticada por cinco bandidos na agência do BRADESCO da cidade de QUIXADÁ.
24 – (4 de junho) – Uma quadrilha tenta explodir os caixas eletrônicos da agência do BRADESCO  da cidade de CHORÓ, no Sertão Central
25 – (4 de junho) – Ladrões usam maçarico e violam caixas eletrônicos da agência do BANCO do BRASIL  da cidade de ARACOIABA.
26 – (7 de junho) – Assalto do tipo “sapatinho” na agência do BANCO DO BRASIL da cidade de PARAMBU. O gerente e sua família foram seqüestrados no dia anterior. Na manhã seguinte, o gerente foi levado à agência onde retirou o dinheiro e entregou à quadrilha.
27 – (13 de junho) – Bandidos explodem caixa-eletrônico do BANCO DO BRASIL  na Praia do Morro Branco, no Município de BEBERIBE
28 – (14 de junho) – Arrombamento na agência do BANCO DO BRASIL da cidade de COREAÚ, onde os ladrões fizeram um buraco na parede lateral e usaram maçaricos para violar um caixa eletrônico e um cofre onde estavam armas e coletes dos seguranças.
29 – (15 de junho) – Quadrilha fortemente armada, inclusive com fuzis, ataca a cidade de CAPISTRANO durante a madrugada. O bando invade o prédio do BANCO DO BRASIL  e causa explosão nos caixas eletrônicos. Na fuga, incendeia dois automóveis.
30 – (16 de junho) – Quadrilha ataca a cidade de CARIÚS e tenta roubar um cofre da agência do BANCO DO BRASIL, além de atirar contra o destacamento da PM
31 – (17 de junho) – Quadrilha usa maçaricos para arrombar um caixa eletrônico da CAIXA ECONÔMICA instalado nas dependências da Universidade do Cariri, na cidade do CRATO
32 – (18  de junho) – Arrombamento da agência do BANCO DO BRASIL da cidade de FORTIM. Bandidos usaram maçarico para Vilar os caixas eletrônicos.
33 – (18 de junho) – Arrombamento e violação de caixas eletrônicos com maçarico na agência do BANCO DO BRASIL  da cidade de VÁRZEA ALEGRE
34 – (18 de junho) – Assalto na sede do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA), na Rua Castro e Silva, Centro, em FORTALEZA. Bandidos armados invadiram o local, dominaram e amarraram o vigilante e violaram um caixa eletrônico da CAIXA ECONÔMICA.
35 – (20 de junho) – Bandidos assaltam o posto do correspondente te bancário do BRADESCO EXPRESS na cidade de TABULEIRO DO NORTE.
36 – (20 de junho) – Uma dupla assalta o posto do correspondente bancário do BRADESCO da cidade de LIMOEIRO DO NORTE.
37 – (22 de junho) – Criminosos atacam a agência do BANCO DO BRASIL da cidade de ARACOIABA durante a madrugada
38 – (22 de junho) – Polícia Militar troca tiros com bandidos durante uma tentativa frustrada de assalto á agência do BANCO DO BRASIL da cidade de MADALENA.
39 – (30 de junho) – Arrombamento da agência do BRADESCO da cidade de SÃO JOÃO DO JAGUARIBE.
40 – (17 de julho) – Arrombamento a caixa eletrônico, com maçarico, na agência do banco SANTANDER, na Avenida Santos Dumont, em  FORTALEZA
41 – (24 de julho) – Arrombamento de caixas eletrônicos com uso de maçarico na agência do BANCO DO BRASIL  localizado na Avenida Heráclito Graça, bairro Aldeota, FORTALEZA
42 – (29 de julho) – Ataque de uma quadrilha fortemente armada na cidade de PARAMBU, na Região dos Inhamuns. O grupo usou artefatos para explodir a agência do BRADESCO
43 - (29 de julho) – Bandidos desconhecidos praticam arrombamento à agência do BANCO DO BRASIL da cidade de PALHANO, com maçarico e furtam o dinheiro do equipamento.
 44 - (29 de julho) – Bandidos desconhecidos praticam arrombamento à agência do BANCO DO BRASIL da cidade de PALHANO, com maçarico e furtam o dinheiro do equipamento.
45 – (31 de julho) – Ataque de uma quadrilha a agência do BANCO DO BRASIL no Município de PEDRA BRANCA. Bandidos explodiram os caixas eletrônicos e fugiram levando todo o dinheiro.
46 – (31 de julho) – Arrombamento de caixas eletrônicos do banco SANTANDER na agência localizada na Avenida Santos Dumont, bairro Aldeota, em FORTALEZA
47 – (1º de agosto) – Bandidos atacam a cidade do CEDRO e explodem caixas eletrônicos da agência do BRADESCO, além de atirar contra o Fórum daquela Comarca
48 – (2 de agosto) – Uma quadrilha fortemente armada ataca a cidade de TAMBORIL e explode caixas eletrônicos da agência do BRADESCO. Além disso, o bando atirou contra o Destacamento da PM e fugiu.