Apesar de toda pressão, São Paulo volta a decepcionar em casa

Tricolor empate com o Coritiba e chega à quinta partida sem vitória em pleno Morumbi

Da Lancepress

 

Poucas oportunidades de gol e muita pressão: duelo no Morumbi não saiu do zero
(Foto: Futura Press/ Folhapress)

Imaginem vocês precisar entrar em campo e superar má fase insistente um dia depois de ter seu local de trabalho invadido, ver colegas agredidos e até um "torcedor" mostrar que tinha uma arma na cintura. Sim, o São Paulo poderia ter visto tragédia maior no CT da Barra Funda no último sábado. E, neste domingo, precisava reagir no Campeonato Brasileiro. Sem clima e confiança, o resultado foi um 0 a 0 com o Coritiba no Morumbi.
Não adianta reclamar de vitimização dos jogadores. O que aconteceu no CT é surreal, ridículo e mexeria com os nervos de qualquer ser humano, desde um trabalhador de salário mínimo até os astros afortunados do futebol. E é por isso mesmo que é preciso valorizar a tímida melhora apresentada pela equipe de Ricardo Gomes. As fragilidades técnicas e mentais atrapalharam, mas o desempenho cresceu em comparação às últimas apresentações.

A rotina de retrancas no Morumbi e o momento ruim na temporada, com duas vitórias nos últimos dez jogos, obrigava o São Paulo a apresentar alternativas, soluções diferentes. E essa atitude pode ser personificada em Andres Chavez, argentino que vai conseguindo feito notável ao cair nas graças da torcida em fase tão conturbada. O Comandante correu, trombou, abriu espaço para os companheiros e finalizou como pôde.
Quando a maré é ruim, no entanto, há sempre aquela tarde iluminada do goleiro rival. E Wilson trabalhou duro para que os fortes chutes e cabeçadas precisas do camisa 9 tricolor não entrassem. Do outro lado, Denis só trabalhou uma vez, mas com a mesma importância do arqueiro adversário. O prejuízo poderia ter sido muito maior do que mais um empate em casa.
O time pode ter corrido e criado mais, mas o combo invasão+agressão de nada adiantou para que o jejum de vitórias no Morumbi aumentasse para cinco partidas. Agora são 28 pontos, cinco acima da zona de rebaixamento, e a árdua missão de encarar o rival e líder Palmeiras na 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Allianz Parque. Já o Coritiba, com dois pontos a menos, também sofrerá para segurar o Grêmio, mas como mandante.
FICHA TÉCNICA 
SÃO PAULO 0 X 0 CORITIBA 
Local : Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP) 
Árbitro : Francisco Carlos do Nascimento - AL (MAST) 
Auxiliares : Esdras Mariano de Lima Albuquerque - AL (ASP-FIFA) e Pedro Jorge Santos de Araujo - AL (CBF-1) 
Público/renda: 7.836 pessoas / R$ 182.596,00
Cartões amarelos: Buffarini e Mena (SAO); Edinho (COR)
SÃO PAULO : Denis; Buffarini, Maicon, Lyanco e Mena; Hudson e Thiago Mendes; Kelvin (Pedro 27'2ºT), Cueva e Michel Bastos (Luiz Araújo 15'2ºT); Chavez. Técnico : Ricardo Gomes 
CORITIBA : Wilson; Dodô, Juninho, Luccas Claro e Benítez; Edinho, João Paulo (Walisson 38'2ºT), Juan e Raphael Veiga; Vinícius (Iago Dias intervalo) e Neto Berola. Técnico: Carpegiani