Prefeitura de BH recolhe casinhas de cachorros e revolta protetores

Caixas de papelão são usadas para fazer abrigos distribuídos pela c idade, principalmente no mês de junho, para protegê-los do frio; Prefeitura diz que recebeu reclamações de moradores por conta da sujeira e queima das casinhas

O Tempo

 

Casinhas são distribuídas em praças de Contagem para proteger animais do frio

Diante das baixas temperaturas do inverno, protetores dos animais de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, vêm construindo casinhas com caixas de papelão e distribuindo em alguns pontos da cidade para proteger cães de rua do frio. Entretanto, o recolhimento dos abrigos pela fiscalização prefeitura do município vem causando revolta entre os envolvidos, que resolveram denunciar a ação à imprensa.
Amanda Castro Vieira, 27, recepcionista e protetora, conta que viu algumas das casinhas em uma praça, aprendeu a fazer e, na semana passada, distribuiu algumas delas na praça Sérgio Freitas de Araújo, no bairro Novo Eldorado. "Deixei duas delas com um morador de rua que fica ali, que me pediu uma outra pois teriam outros cachorros. Passei no dia seguinte na praça e vi que as casinhas já não estavam mais lá, O morador de rua me disse que o fiscal da prefeitura que levou embora", conta.
Para fazer os abrigos, ela e outras protetoras usam caixas de papelão, jornais velhos e fitas adesivas, tudo juntado e comprado por elas. Elas são espalhadas por locais que tem muitos animais de rua, como as praças Paulo Pinheiro Chagas e Nossa Senhora da Conceição, ambas também no Novo Eldorado. Vasilhas de água e comida também são deixadas nos locais, objetos que também foram apreendidos.
FOTO: REPRODUÇÃO / FACEBOOK
casinhas cachorro
Casinhas são deixadas em praças da cidade
"É complicado, a gente faz algo para suprir o que o poder público não consegue fazer pelos animais de rua e eles jogam fora? Só queremos reduzir o sofrimento desses animais, alguns morrem de frio nessa época", argumenta Amanda.
A protetora conta que a ONG Proteger já está se mobilizando, conversando com moradores da região, para que sejam feitas reclamações à Prefeitura de Contagem para que as casinhas sejam mantidas nas praças. "Já que o município não quer nos ajudar no projeto, pelo menos que não atrapalhe. Os moradores nos apoiam, alguns até pedem mais casinhas", diz.
Remoção atenderia ao Código de Posturas
Procurada pela reportagem de O TEMPO sobre a remoção das casinhas de cachorro, a Prefeitura de Contagem informou que faz a manutenção e limpeza de todas as praças da cidade rotineiramente. "A retirada das casinhas atende ao Código Municipal de Posturas. Elas vinham sendo alvo de vandalismo e acúmulo de sujeira, sendo um risco à saúde pública e à segurança das pessoas e dos animais", alegou.
Ainda de acordo com o município, a Fundação de Parques, Praças e Áreas Verdes de Contagem recebeu diversas reclamações de moradores próximos a essas praças sobre sujeira e ateamento de fogo nas casinhas.
Por fim, a prefeitura lembrou que o Centro de Controle de Zoonose atende aos animais doentes, sendo necessário agendamento pelo telefone 3351-3722. O centro fica na avenida João César de Oliveira, 4665, no bairro Cinco, e funciona das 8h às 17h.