Polícia Militar e Organizadores definem estratégias de segurança para a 57ª de São Cristóvão em Cláudio/MG



Conforme já havíamos anunciado, ocorreu na manhã desta quarta (20), na sede do 3º Pelotão PM de Cláudio uma reunião para tratar da organização da tradicional procissão de veículos, um dos eventos mais aguardados da 57ª Festa de São Cristóvão e dos Motoristas. A festa acontece de 21Jul16-Qui até 24Jul16-Dom, sendo que a procissão ocorrerá a partir das 09:00 h de domingo.
 (Foto Polícia Militar/Divulgação)

Estiveram presentes à reunião o Revmo. Padre Philipe, Vigário da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição; o Tenente Adelmo comandante do 1º Pelotão da Polícia Militar Rodoviária, que tem sede em Divinópolis, juntamente com seu auxiliar Cabo Leandro; a Sargento Leidna e Sargento Alessandro Cunha, representando o comandante do 3º Pelotão PM da cidade, que está em férias; Célia Reis e Joaquim Martins, representando o Conselho Pastoral da Comunidade de N. S. Aparecida e Geraldo Alexandre e Geraldo Ezequiel representantes de associações de caminhoneiros.

O Tenente Adelmo e Cabo Leandro expuseram a grande preocupação da Polícia Militar Rodoviária com relação a segurança dos participantes da procissão e de outros motoristas e passageiros que não participam, mas utilizam a rodovia MG-260 durante o cortejo. Citou vários problemas ocorridos no evento realizado no ano passado, quando foram observadas infrações graves ao Código de Trânsito Brasileiro, como: falta de uso do cinto de segurança; excesso de passageiros; condução de pessoas em compartimento de carga; passageiros sentados na parte externa das janelas de veículos; condutores fazendo uso de bebidas alcoólicas; ziguezague na pista; veículos parados na pista de rolamento; estrangulamento total em ambos os sentidos da rodovia, paralisando o fluxo de veículos; menores de 18 a nos na condução de veículos, motociclistas conduzindo somente em uma das rodas e pela contramão, dentre outras.

Um dos motivos para o congestionamento, que gerou o impedimento do trânsito na Rodovia MG-260, que não pode ter o seu fluxo paralisado, por ser uma via de trânsito rápido, foi a localização da benção dos veículos e coleta de doações. Sendo realizada na ermida de São Cristóvão, como foi em 2015, acabou provocando o bloqueio da rodovia. Foi sugerida a transferência da benção e coleta. Após discussão sobre um novo local que venha a impactar o menos possível o fluxo normal da rodovia, chegou-se a um consenso: o trevo de acesso à rodovia pela Rua Santo Antônio. Nesse local os motoristas terão a oportunidade de fazer suas dações e os veículos serão aspergidos com água benta. A rodovia será utilizada somente para o retorno a cidade. O que se espera é um impacto menor no trânsito da rodovia.

Também ficou acertado que a Paróquia, os organizadores e a Polícia Militar irão divulgar pelos meios disponíveis o que ficou decidido na reunião, além de orientar e conscientizar os motoristas que as normas de trânsito devem ser respeitadas durante toda a festa, para a garantia do Estado Democrático de Direito, a Manutenção da Lei e da Ordem e, principalmente, para a garantia da segurança de todos.

Portanto a Polícia Militar orienta e adverte a todos os motoristas, passageiros e motociclistas que a PM estará apoiando o evento; que reconhece o caráter religioso da festa, sendo um ato louvável de devoção popular, mas que não irá tolerar atos contrários ao ordenamento jurídico brasileiro, cometidos por condutores e passageiros irresponsáveis, que saem de casa não por devoção e fé a São Cristóvão e Nossa Senhora Aparecida, mas para praticarem todo tipo de infração e desrespeito às normas de trânsito, como se fosse decretado um dia de anarquia. Todas as medidas cabíveis e aplicáveis, previstas no Código de Trânsito Brasileiro serão adotadas para a preservação da ordem e da incolumidade física dos verdadeiros cidadãos que cumprem as leis e demonstram com responsabilidade a sua crença religiosa.