PM prende suspeito de estupro e homicídio em Sete Lagoas/MG

O fato ocorreu na noite de sábado (2), no bairro Interlagos em Sete Lagoas/MG. 

A vítima, uma garota de 15 anos residente no bairro Jardim Europa, foi encontrada morta, com sinais de violência e de abuso sexual, em um terreno baldio no Interlagos na manhã do domingo (03).

Esse fato foi amplamente divulgado, através das redes sociais, e chocou toda a sociedade setelagoana, causando temor e indignação. A Polícia Militar se empenhou pela busca de informações e, contando com denúncias feitas através do 190, conseguiu identificar o suspeito ainda na manhã do domingo. As denúncias informavam que o suspeito, um homem de 29 anos residente no bairro Aeroporto, foi visto com a vítima na noite anterior. Foram realizadas diversas diligências na cidade busca desse suspeito que já estava foragido. Durante a tarde, chegou a informação anônima de que o suspeito fugiu para a cidade de Esmeraldas onde pretendia ficar numa clínica de recuperação de viciados, local onde já esteve internado anteriormente. Policiais militares do 25° BPM fizeram contato com militares daquela cidade, enviando todas as informações sobre o suspeito, incluindo fotografias. Dessa forma, uma guarnição deslocou para o endereço da clínica e logrou êxito na abordagem e prisão do suspeito quando este se encontrava caminhando por uma estrada a cerca de 100 metros de chegar ao portão de entrada da clínica. Com ele foram apreendidas as roupas que testemunhas descreveram que ele estava usando na companhia da vítima, estando essas com aparentes marcas de sangue. O suspeito foi trazido à Sete Lagoas onde, diante dos elementos apresentados frente às diversas contradições das versões que ele apresentou à polícia, foi ratificada a sua prisão em flagrante parte da Delegada de Plantão e ele foi encaminhado ao Presídio de Sete Lagoas.


Ressalta-se nesse fato a atuação comprometida da Polícia Militar, representada pelos militares de Sete Lagoas e Esmeraldas, que, atendendo ao clamor público diante de um fato tão cruel e desumano, responderam com eficiência e determinação culminando com a prisão do suspeito, fato que ameniza a dor dos parentes e amigos da vítima e o temor da comunidade.