PM pode ser punido por excesso de velocidade durante perseguição no ABC paulista

SP Agora
 
Foi aberto um “Procedimento Disciplinar” para apurar os fatos
 
Uma equipe da Policia Militar de São Paulo, em comprimento do seu dever e empenhada em deter um ladrão que dirigia um carro roubado – não mediu esforços para parar o bandido, recuperar o carro e devolve-lo ao verdadeiro dono. Equipe do 40 BPM, 1ª Companhia, São Bernardo do Campo, São Paulo.
Para isso, durante a perseguição, na Via Anchieta, foi necessário correr com a viatura na mesma medida que o ladrão – que óbvio queria fugir . Ladrão chegou a 140 com o carro roubado, a PM também…Linda ocorrência, azar do ladrão que encontrou uma equipe disposta a detê-lo.
Mas, para surpresa de todos, como mostra documento abaixo, contra o PM responsável pela equipe em questão, foi aberto um “Procedimento Disciplinar”. O motivo, como poderão ver no documento, é porque a Viatura “deslocou-se, em vários momentos, com excesso substancial de velocidade”, chegando a 141 km em trechos em que a “velocidade máxima permitida é de 90 KM/h”.

Ou seja o PM pode ser punido porque estando em perseguição na Via Anchieta, onde há trechos que as placas indicam 90 por hora, chegaram a 140!
Ora, perguntamos: em perseguição o policial não pode passar da velocidade do local? Na pista local da Marginal Tietê, por exemplo, se o ladrão imprimir a velocidade de 90 a PM tem que ficar em 50 KM/h que é a velocidade máxima permitida?
O que a equipe deveria ter feito? Deixado o ladrão fugir com o carro roubado?
Fizemos estas perguntas a Assessoria de Imprensa da PM, e a resposta foi esta:
A Polícia Militar esclarece que o trabalho policial em ocorrências desse tipo deve ser feito com bastante cautela, protegendo o bem maior, que é a vida. Evidentemente, em algumas situações a velocidade máxima da via pode ser ultrapassada, desde que as condições da via permitam fazê-lo com segurança para os demais usuários e para os próprios policiais.Desse modo, a apuração instaurada tem por objetivo verificar se os policiais militares cumpriram as normas e procedimentos preconizados pela Polícia Militar e não implica, necessariamente, punição aos envolvidos, sendo uma medida protocolar que demonstra o compromisso com a legalidade e a transparência.
Só faltava mesmo essa! Ter que responder a um Procedimento porque correu atrás do ladrão! Capaz ainda do Sargento ter que pagar a multa! Então eu pergunto: que pais é esse?