Mulheres cristãs criam milícia privada para lutar contra Estado Islâmico na Síria



Centenas de mulheres do nordeste da Síria formaram uma milícia privada armada, as Forças de Proteção da Mulher Beznahrin (FPMB), para lutar contra o Estado Islâmico. As FPMB nasceram como a seção feminina do Conselho Militar Siríaco Sírio, uma facção armada cristã que atua, sobretudo, na província de Al Hasaka (nordeste).
As fileiras do FPMB são integradas por mulheres com idades entre os 18 e os 60 anos, e apesar de ter maioria cristã, estão abertas a integrantes de todas as religiões. A porta-voz do grupo, Nisha Gawriye, abandonou a universidade para se unir à luta armada. Antes de entrar no campo de batalha, as novas recrutas recebem treinamento em alguma das academias da milícia. “A formação que recebemos é boa, muito treino no uso de armas e nas artes do combate”, afirmou Gawriye.
O FPMB vigia igrejas, patrulha ruas e realiza revistas, além de participar de ofensivas militares contra o EI. Casadas, solteiras, com ou sem filhos, e inclusive com netos, as integrantes das FPMB querem demonstrar que as mulheres também podem lutar.  “Queremos testar a nós mesmas em todos os âmbitos, fortalecer nossa personalidade e defender nossa terra”, ressaltou Gawriye.

Fonte: Ilisp