Jovem é identificado como “boiola” em catraca de edifício e vai á polícia

Um jovem estudante foi vítima de constrangimento ao passar pela catraca de um prédio comercial em Salvador, Bahia. O caso foi levado à polícia e registrado em boletim de ocorrência.


VISOR DA CATRACA DO PRÉDIO 

Samuel de Oliveira Neto, 27 anos, foi até o edifício para realizar uma consulta médica. Assim que o estudante passou o crachá que autoriza o acesso ao prédio, o visor da roleta teria o identificado como ‘Samuel Boiola‘.


Na hora que eu entrei, não percebi porque não olhei para o visor. Mas quando retornei da consulta, na saída, eu coloquei novamente o cartão na catraca e vi que o meu nome estava Samuel Boiola”, disse ao G1. O estudante contou ainda que havia trabalhado em uma das empresas sediadas no complexo há dois anos, e acredita que o cadastro pejorativo tenha sido feito nessa época.

O caso foi revelado na segunda (4) e, desde então, vem sendo bastante comentado na internet.