Homem passa mal ao volante e arranca poste em Contagem/MG

O homem de 50 anos passou por manobras de ressuscitação por cerca de 40 minutos antes de ser socorrido; o acidente ocorreu logo após o viaduto da avenida Babita Camargos, na divisa da Cidade Industrial com o Água Branca

O Tempo

Poste de iluminação foi arrancado com a força do impacto
  
Após passar mal enquanto dirigia, perder o controle de seu veículo e arrancar um poste de iluminação, um homem de 50 anos foi socorrido em estado grave na tarde desta sexta-feira (8), em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. Conforme informações de uma testemunha, a vítima passou por manobras de ressuscitação por mais de 40 minutos antes de ser levada ao hospital. 
O acidente aconteceu por volta das 14h na rua do Teleférico, no bairro Água Branca, logo depois do radar sobre o viaduto da avenida Babita Camargos, na divisa entre o bairro e a Cidade Industrial. Segundo o Corpo de Bombeiros, a informação inicial era de que a vítima estaria presa às ferragens, porém, quando a viatura chegou ao local o homem já estava fora do veículo e sendo monitorado pelos médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). 
O gerente de vendas Leonardo Antonio Pereira dos Reis, 28, conta que seguia na avenida logo atrás do Volskwagen Gol da vítima no momento no acidente. "Assim que passou no radar ele começou a dar uma tremida no volante. Acelerou e, de repente, subiu no passeio e bateu com tudo no poste. Desci correndo e, quando cheguei no carro, ele já estava sem cinto, mas sem nenhum ferimento do acidente. Mas estava tremendo, babando", detalhou. 

Ainda conforme a testemunha, logo em seguida um outro veículo parou no lugar e o motorista se identificou como militar dos bombeiros e solicitou ajuda para retirar a vítima do carro. "Assim que tiramos do carro já iniciamos a massagem cardíaca. O bombeiro pediu para eu revezar com ele, e ficamos alternando por uns 20 minutos até o Samu chegar. Nesse meio tempo ele voltou a si duas vezes e desmaiou novamente", conta Reis. 
FOTO: JOÃO GODINHO / O TEMPO
Vítima passou por manobras de ressuscitação por mais de 40 minutos

Ainda segundo o homem, os médicos iniciaram então os procedimentos necessários, como entubamento, uso do desfibrilador e muita massagem cardíaca. Durante o atendimento, o celular da vítima começou a tocar e foi atendido pela testemunha. "Era o cunhado dele. Expliquei o que tinha acontecido e ele disse que o motorista já tinha problema cardíaco. Esse cunhado contou que estava no velório da sogra, para onde a vítima iria. Deduzi que seria a mãe dele, mas não posso afirmar isso", finalizou. 
Após a vítima apresentar um quadro mais estável, o Samu o removeu, levando para o Hospital Municipal de Contagem (HMC). A reportagem aguarda informações sobre o estado de saúde do motorista. 
Trânsito
Apesar do veículo acidentado ter ficado sobre o passeio, uma faixa da rua Teleférico precisou ser interditada para os atendimentos à vítima. Mesmo não sendo horário de pico, o trânsito ficou complicado para quem seguia no sentido Água Branca da via, com a fila de véiculos chegando até o Itaú Power Shopping.