Especialista encontra filiação brasileira do Estado Islâmico na web

Batizado de "Ansar al-Khilafah Brazil" a organização anuncia aliança com o Estado Islâmico na América do Sul na rede social Telegram

O Tempo

Circula um canal na rede social Telegram onde um grupo extremista no brasileiro promete lealdade e submissão ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI). A informação foi divulgada pela especialista norte-americana em monitoramento de atividades terroristas na web Rita Katz, da agência SITE, nesta segunda-feira (18) e foi divulgada pelo site UOL.
Batizado de "Ansar al-Khilafah Brazil" a organização anuncia aliança com o Estado Islâmico na América do Sul. E passam o seguinte recado: "Se a polícia francesa não consegue deter ataques dentro do seu território, o treinamento dado à polícia brasileira não servirá em nada".
A ameaça se refere ao apoio que agências internacionais de inteligência têm oferecido ao governo brasileiro na prevenção de ataques terroristas durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, possível foco de ataques do grupo, devido à visibilidade que um evento desse porte possuí.
Os jogos se iniciam no dia 5 de agosto e, muito influênciados pelo ataque recente em Nice, na França, o governo brasileiro tem anunciado novas medidas de segurança para as Olimpíadas.