Dois motoristas são multados por minuto em operação 'Acenda o Farol'

Ação foi realizada nos seguintes pontos: MG–010, MG–030. MG–050, BR–356 e Anel Rodoviário; a intenção é conscientizar todos os motoristas sobre a nova regra que obriga o uso de farol baixo durante o dia em rodovias

O Tempo

Quase dois motoristas foram multados por minuto por estar com farol baixo apagado em uma operação do Batalhão de Polícia Militar Rodoviária (BPMRv) na manhã desta sexta-feira (22). A ação ocorreu durante três horas – das 9h às 12h – nos seguintes pontos: MG–010, MG–030. MG–050, BR–356 e Anel Rodoviário. Os condutores terão que pagar R$ 85,13, por infração leve, além de somar quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).
De acordo com o balanço da operação “Acenda Farol”, 405 condutores foram autuados, sendo 312 por não cumprirem a nova legislação que entrou em vigor no último dia 8 e obriga o uso do farol baixo. No total, 512 veículos foram fiscalizados, duas CNHs foram recolhidas e três carros foram apreendidos por motivos diversos. “O intuito é divulgar e conscientizar para que todos sigam a norma. Realizaremos outra operação na próxima semana”, informou o tenente-coronel responsável pelo batalhão, Ledwan Cotta.
O instrutor de autoescola José Antônio Martins, 55, baixou a guarda e acabou sendo multado no Anel Rodoviário, na altura do bairro Carlos Prates. Ele estava com um aluno no carro, mas era Martins que conduzia o veículo quando foi parado pelos policiais. “De manhã, quando fui para a área de exame eu liguei, mas por uma distração, esqueci”, contou. A ironia é que Martins alerta todos os alunos e até os filhos sobre a necessidade de se ligar o farol baixo ao acessar uma rodovia.
 

Dúvida

Apesar da nova legislação já estar valendo há 14 dias, o uso do farol baixo ainda traz confusões para motoristas. Ontem, durante a operação o tenente-coronel Ledwan Cotta confirmou que havia motoristas com o farolete ou o farol de neblina ligados, ao invés do farol baixo. “Essas pessoas que estavam erradas, mas com intuito de acertar, foram orientadas e não foram multadas”, revelou o tenente-coronel. Um vídeo também esclarecia os principais questionamentos do motoristas.
Saiba mais
Regra
A Lei 13.290/2016 entrou em vigor no último dia 8. O farol baixo deve ser utilizado das 6h às 18h01, quando o farol alto deve ser acionado. O valor da multa é de R$ 85,13 e passará a R$ 130,16 em novembro. O infrator também é punido com quatro pontos na carteira de habilitação.
Pontos de atenção
Alguns locais de Belo Horizonte e da região metropolitana ainda causam dúvidas nos motoristas. Os principais pontos, conforme o tenente-coronel Ledwan Cotta são: BR–381, no prolongamento da avenida Amazonas; BR–356, após o trevo do morro do Papagaio; MG–010; MG–20, após o bairro Tupi; MGC–262; MG–030, entre o Vila da Serra e Nova Lima; e LMG–806, entre Venda Nova e Ribeirão das Neves.
Confusão
O farolete, o farol de milha e o farol de neblina não podem ser usados em vez do farol baixo.
Reforço
A PMRv informou que o efetivo nas rodovias foi reforçado por militares que atuam na área administrativa das unidades do Comando de Policiamento Especializado.