Tiroteio em boate gay nos EUA mata cerca de 20 e FBI suspeita de terrorismo

Estadão Conteúdo

Várias pessoas ficaram morreram em uma boate no centro de Orlando
A Polícia de Orlando, na Flórida, informou há pouco que cerca de 20 pessoas morreram após um homem armado abrir fogo em uma boate gay da cidade na madrugada de sábado para domingo. O número exato de mortes ainda não foi divulgado. Pelo menos 42 pessoas ficaram feridas.
Entre as pessoas que morreram está o homem que deu início ao tiroteio, cuja identidade ainda não foi revelada. Um porta-voz do FBI disse que o caso está sendo investigado como possível ato de terrorismo. As autoridades tentam descobrir se foi um ato de terrorismo doméstico ou internacional, ou se foi mais um caso de "lobo solitário", quando um terrorista age por conta própria.

Dezenas de viaturas policiais, incluindo uma equipe da SWAT, invadiram a área em torno da casa noturna. Pelo menos duas caminhonetes da polícia foram vistas levando o que parecia serem vítimas ao Orlando Regional Medical Center. A polícia disse por meio do Twitter que um barulho ouvido perto do local do tiroteio foi uma "explosão controlada".

Um dos frequentadores da boate, Rob Rick contou que o tiroteio teve início por volta das 2h da manhã, um pouco do encerramento da festa. "Todos estavam bebendo o seu último gole", disse. Ele estima que mais de 100 pessoas ainda estavam dentro da casa quando ouviu os tiros. Contou também que, quando tudo começou, jogou-se no chão e arrastou-se até à cabine do DJ. Fonte: Associated Press.


Polícia de Orlando fala à imprensa sobre o tiroteio em boate que deixou vários mortos
 Polícia de Orlando fala à imprensa sobre o tiroteio em boate que deixou vários mortos 


Um homem foi morto pela Polícia após entrar armado em uma boate gay da Flórida, na noite de sábado, e ferir várias pessoas com tiros, informou a polícia local na manhã deste domingo. A morte do atirador foi divulgada pelo perfil oficial da polícia no Twitter, mas não ficou claro como ele morreu e o quantas pessoas exatamente ficaram feridas no tiroteio. "Situação de vítimas em massa", descreve a polícia.

Dezenas de viaturas policiais, incluindo uma equipe da SWAT, invadiram a área em torno da casa noturna. Pelo menos duas caminhonetes da polícia foram vistas levando o que parecia serem vítimas ao Orlando Regional Medical Center. A polícia disse por meio do Twitter que um barulho ouvido perto do local do tiroteio foi uma "explosão controlada". Não há outros detalhes.



Um dos frequentadores da boate, Rob Rick contou que o tiroteio teve início por volta das 2h da manhã, um pouco do encerramento da festa. "Todos estavam bebendo o seu último gole", disse. Ele estima que mais de 100 pessoas ainda estavam dentro da casa quando ouviu os tiros. Contou também que, quando tudo começou, jogou-se no chão e arrastou-se até à cabine do DJ. 


Fonte: Associated Press.