Polícia Militar divulga detalhes da explosão dos caixas eletrônicos em Divinópolis


De acordo com a Polícia Militar (PM), os seguranças do pátio shopping Divinópolis, relataram que estavam em dupla na madrugada desta quarta (31), no momento do fato fazendo a ronda no saguão principal. Que em determinado momento visualizaram um indivíduo apontando uma arma de fogo para a porta que dá acesso a entrada lateral do shopping, que o autor efetuou cerca de dois disparos de arma de fogo contra o vidro da referida porta. Em sequência os dois seguranças se abrigaram e correram para os fundos do shopping e posteriormente para os andares superiores, sendo que posteriormente ouviram duas explosões seguidas. Após as explosões não foi possível visualizar nenhum tipo de movimentação devido a intensa fumaça causada pela explosão. No local foi realizada uma varredura pelas equipes policiais e identificados dois caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal totalmente danificados, uma Saveiro Cross que estava em exposição no interior do shopping com danos visuais na lateral direita e vidros quebrados, danos no vidro da fachada dos correios, danos na fachada, vitrine, móveis expositores de mercadorias da loja Itapuã calçados. Espalhada pelo chão da loja havia a quantia de R$ 13.639,00 (treze mil, seiscentos e trinta e nove reais) em espécie entre notas de R$ 50,00, R$ 20,00, R$ 5,00 e R$ 2,00, danos em várias partes do teto e paredes dentre outros danos aleatórios na estrutura do shopping. Foi feito contato com o agente da polícia federal, o qual relatou que os peritos se encontravam na cidade de Belo Horizonte e devido este fato a perícia poderia ser realizada pela polícia civil, no intuito de ter prejuízo para as investigações. Desta forma, foi feito contato com a polícia civil e compareceu ao local o perito, o qual realizou seus trabalhos de praxe acompanhado pela PM, localizando uma bucha de substância semelhante a maconha e uma cápsula de munição cal. 40 deflagrada no chão do saguão. Em seguida o perito liberou o local para limpeza e manutenção do shopping.

De acordo com a PM, o veículo utilizado na ação criminosa trata-se de um Voyage de cor prata, foi realizado cerco no momento da transmissão por viaturas de área, tático móvel e cpu, contudo o veículo suspeito não foi localizado até o momento. O funcionário da rede de segurança da caixa econômica federal, entrou em contato com o cpu no local, onde foi lhe repassadas as informações relativas a quantia que foi arrecadada e apreendida no shopping.