Polícia encontra esconderijo de Fat Family, mas ele consegue escapar

Durante a ação no Complexo da Maré, três pessoas morreram e cinco foram presas

"Fat Family" em foto no hospital feita por parentes: não havia controle nas visitas ao criminoso, que acabou facilmente resgatado(VEJA.com/Reprodução)

A polícia do Rio encontrou na manhã desta sexta-feira o local onde teria se escondido o traficante Nicolas Labre Pereira de Jesus, o Fat Family, resgatado por criminosos do Hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio, no último domingo. Na casa, localizada na Favela Nova Holanda, no Complexo da Maré, os policiais encontraram medicamentos e materiais para curativos. Durante a ação, três pessoas morreram e cinco foram presas, mas Fat Family conseguiu deixar o local antes da chegada dos policiais.
Desde que a polícia iniciou uma incursão pelas favelas do Rio à procura do traficante, pelo menos oito pessoas foram mortas em confronto com os agentes. A operação de hoje contou com homens das delegacias de Combate às Drogas, Roubos e Furtos de Carga e da Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil.
Na madrugada de 19 de junho, o traficante estava internado no Souza Aguiar, recuperando-se de ferimentos decorrentes de um tiro no rosto. Na ocasião, apenas dois policiais faziam a custódia de Fat Family, quando um grupo de 25 criminosos invadiu o hospital e o retirou de lá. Ao longo da semana, houve operações de 22 batalhões da Polícia Militar em busca do traficante e dos homens que participaram do seu resgate.

Com Estadão Conteúdo