Polícia acha 185 caixas de remédios em Contagem/MG

Medicamentos estavam em uma casa e seriam roubados; ninguém foi preso; produto teria como destino farmácias da Zona da Mata e Leste de Minas

O Tempo

Produtos. Segundo a polícia, medicamentos estão dentro do prazo de validade e serão periciados
A Polícia Civil acredita que as 185 caixas com remédios que foram apreendidas no bairro Nossa Senhora da Conceição, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, na madrugada de ontem, tenham sido roubadas. Os remédios estavam acondicionados em uma casa, que a polícia teve acesso após denúncia anônima. Um inquérito foi instaurado para investigar a origem dos produtos, mas ninguém foi preso.

A maioria dos medicamentos – entre eles remédios para febre, gripe e azia – estava dentro do prazo de validade, porém, devido às péssimas condições de armazenamento, alguns remédios estavam com as embalagens mofadas ou amassadas. Até o início da noite de ontem, a Polícia Civil ainda não sabia informar o valor da mercadoria encontrada, mas a suspeita é que um grupo de roubos de cargas esteja por trás do crime.

“Medicamentos, normalmente, são muito valiosos. O bairro onde eles foram encontrados é uma localidade onde sabemos da atuação de pelo menos um grupo criminoso. E estamos buscando pistas do proprietário do imóvel, que desapareceu”, afirmou um investigador, sob anonimato.

Um inquérito está sendo coordenado pelo delegado Saulo de Tarso, da 1º Delegacia de Contagem. A polícia ainda não sabe a data do possível roubo das mercadorias, que, em sua maioria, estavam destinadas a drogarias de cidades da Zona da Mata e da região Leste de Minas.

“Todo esse material está sendo avaliado pela perícia, para sabermos a contagem e o valor certo dele. Nas etiquetas das embalagens existem os destinos finais da carga, oriunda de diferentes laboratórios. A princípio, essa mercadoria não iria abastecer nenhuma instituição pública”, acrescentou o investigador.

Medo. Ontem pela manhã, a reportagem de O TEMPO esteve no bairro Nossa Senhora da Conceição para conversar com os vizinhos do imóvel onde os produtos foram encontrados. No entanto, ninguém quis comentar o assunto, por medo de represália.

As poucas pessoas que estavam na rua classificaram o bairro como perigoso devido à presença de pelo menos cinco ex-presidiários morando na região.
Remédios
Variedade. Segundo a Polícia Civil, os remédios encontrados são de ao menos sete laboratórios diferentes. Entre os medicamentos estão predinisona, omeprazol, paracetamol e amoxilina.