Jardineiro é atacado por três pitbulls durante o trabalho em Ribeirão Preto

Dois motoristas atropelaram cães, mas não conseguiram afastá-los da vítima. Preso por 3 crimes, dono dos animais pagou fiança de R$ 8 mil e foi liberado.
 (Foto: Luciano Tolentino/EPTV)

Marcas de sangue ficaram no carro do motorista Jean Carlos da Silva
Um jardineiro de 56 anos ficou gravemente ferido após ser atacado por três pitbulls enquanto trabalhava nesta terça-feira (28) em Ribeirão Preto (SP). Testemunhas contaram que os cães escaparam de uma casa e morderam o homem por cinco minutos. Ele permanece internado na Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas (HC-UE).
Segundo registro da Polícia Civil, o dono dos animais alegou que a fechadura da casa está quebrada e que os animais conseguiram fugir. Ele foi preso por omissão de socorro, lesão corporal e crime de maus-tratos, mas pagou fiança de R$ 8 mil e foi liberado.
O lavador de carros Luiz Augusto Marioto contou que o jardineiro aparava a grama de uma calçada quando foi atacado. Os pitbulls estavam no quintal de outra residência, no lado oposto da rua, e conseguiram fugir após avançar sobre o portão.
“A gente ouviu os gritos de socorro e foi em cima dos cachorros. Tentamos tirar o senhor, mas não dava. Não tinha como escapar. Ele estava cortando a grama, fazendo o trabalho dele e os cachorros atacaram sem dó. Foi muita mordida. Só de lembrar já me dá pavor”, disse.
Marioto e mais dois funcionários do lava-a-jato bateram nos animais com pedaços de pau, galhos de árvores e até com uma enxada, mas os cães não soltaram a vítima, que sofreu ferimentos na cabeça, pescoço, abdômen e braços.
Motoristas que passavam pela Rua Maria Quitéria, próximo ao cruzamento com a Avenida Vereador Manir Calil, chegaram a atropelar os pitbulls, na tentativa de afastá-los do jardineiro, mas a medida também foi ineficaz.
“Eu parei na esquina e quando olhei para a direita, os três cachorros estavam em cima dele. Eu tentava prensar os cachorros contra a parede, para ver se soltavam. Outro motorista parou para ajudar, mas nada dava certo”, disse o motorista Jean Carlos da Silva.
Após cinco minutos, os vizinhos conseguiram afastar os animais. O jardineiro foi levado a uma unidade de saúde e transferido em seguida ao HC-UE, onde permanece internado. A assessoria do hospital informou que o homem não corre risco de morrer.
Caso de polícia
O caso foi registrado pela Polícia Civil. Na delegacia, a dona de casa Maria Amélia Milhorini contou que essa foi a quinta vez que os animais fogem e atacam pessoas na rua. Ainda segundo Maria Amélia, o cachorro de um andarilho chegou a ser morto pelos pitbulls.

“Não podemos ir a padaria, não podemos sair para conversar com o vizinho porque os cachorros escapam e nós corremos risco. Já foram feitas várias reclamações, a polícia esteve no local em todas as ocorrências, mas dessa vez foi gravíssimo”, disse.
A versão foi repetida pela estudante Isabela Adorni Chiconele, que também mora no bairro. A jovem contou que a família não sai de casa a pé, com medo de ser atacada pelos cães, mesmo quando estão presos.
“Já foram cinco ataques. Em um deles, uma mulher também ficou ferida. Os pitbulls mataram um cachorrinho. A gente não tem mais sossego. Já fizemos boletim de ocorrência, mas nada resolve. Não podemos mais sair de casa, ninguém sai mais, só de carro”, afirmou.

Fonte: G1