Exército: novo concurso reúne 1.205 vagas de sargento, saiba mais

Edital reúne oportunidades para o concurso de admissão aos Cursos de Formação de Sargentos. Para concorrer as vagas é necessário ter nível médio, além de altura mínima de 1,60m para homens e de 1,55 para mulheres.

O Exército Brasileiro lançou novo edital de concurso público para admissão de 1.205 candidatos nos Cursos de Formação de Sargentos (CFS). As ofertas são para atuação nas áreas de combatente/logística-técnica/aviação, música e saúde.

Todas as vagas exigem nível médio e altura de no mínimo 1,60m para homens e de 1,55 para mulheres.

Para concorrer as 1.070 oportunidades (sendo 1.000 para homens e 70 para mulheres) disponíveis para a área de combatente/logística-técnica/aviação também é preciso ter idade entre 17 e 24 anos. As chances são para atuar nos seguintes setores: infantaria; cavalaria; artilharia; engenharia; comunicações; intendência; topografia; material bélico – armamento; material bélico – mecânico operador; manutenção das comunicações; material bélico – Mnt Vtr Auto; e aviação – manutenção.

Já as áreas de música e saúde pedem idade de no mínimo 17 e no máximo 26 anos.

Para ingressar na carreira de músico do exército é preciso ter habilidade em um dos seguintes instrumentos: clarineta (17 vagas); fagote em dó/contra-fagote em dó (2); flauta e dó/flautim em dó (2); oboé em dó/corne-inglês (2); saxhorne (10); saxofone (7); trombone tenor/trombone baixo (10); trompa (2); trompete/clarim/flueghorne (15); ou tuba (3).

As chances na área da saúde, por sua vez, são para o cargo de técnico em enfermagem (65 vagas) e pedem curso técnico específico e registro no COREN.


Os Cursos de Formação de Sargentos (CFS) serão realizados em aproximadamente 18 meses. Os primeiros sete meses, referentes ao período básico, ocorrerão em uma das 13 Organizações Militares de Corpo de Tropa situadas nas seguintes cidades: Rio de Janeiro/RJ; Juiz de Fora/MG (2 unidades); Recife/PE; Alegrete/RS; Jundiaí/SP; Pirassununga/SP; Pouso Alegre/MG; Campo Grande/MS; Fortaleza/CE; Blumenau/SC; Jataí/GO; e Altamira/PA.

O restante do curso (11 meses), relativo ao período de qualificação, será ministrado na Escola de Sargentos das Armas (situada em Três Corações/MG), na Escola de Sargentos de Logística (estabelecida no Rio de Janeiro/RJ) ou no Centro de Instrução de Aviação do Exército (localizado em Taubaté/SP), de acordo com a área de atuação escolhida pelo candidato.

Todo o curso será realizado sob regime de internato com dedicação integral. Segundo a tabela de salários dos militares das Forças Armadas, o aluno receberá remuneração de R$ 858 mensalmente durante o curso de formação de sargentos do exército.

Os concluintes serão promovidos à graduação de 3º sargento do exército, na qual passarão a receber R$ 2.949 por mês, e deverão permanecer na função pelo período de, pelo menos, um ano. 

Inscrições e provas do concurso para sargentos do Exército 2016


As inscrições para o concurso do Exército começaram hoje (9 de maio) e poderão ser realizadas até o dia 4 de julho pelo site www.esa.ensino.eb.br. Para efetivar o cadastro no concurso para sargento do exército, os interessados deverão pagar uma taxa de R$ 70.

A primeira etapa do processo seletivo será realizada por meio da aplicação de exame intelectual (EI) no dia 9 de outubro. A prova terá 36 questões objetivas de múltipla escolha. Os testes versarão sobre matemática, português, história e geografia do Brasil para todos os inscritos. Também haverá perguntas sobre teoria musical, apenas para área de música; além de testes sobre conhecimentos específicos de enfermagem, somente para a área da saúde. O EI terá, ainda, uma questão discursiva para áreas de música e enfermagem, a resposta deve ser em formato de texto com extensão de no mínimo 20 e no máximo 30 linhas.

A seleção também terá valoração de títulos, inspeção de saúde e exame de aptidão física (abdominal, flexão de braços e corrida de 12 minutos). Os concorrentes da área de música também serão submetidos ao exame de habilitação musical, para o qual poderão escolher até dois instrumentos para serem avaliados.

O exame intelectual deve ser aplicado no Distrito Federal e nos Estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande Sul, Santa Catarina, Paraná, Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Amazonas, Acre, Roraima, Rondônia, Tocantins, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Maranhão, Pará e Amapá.