Cruzeiro vence a primeira no Brasileirão e deixa a zona de rebaixamento

Hoje em Dia 

Raposa bateu o Botafogo por 1 a 0 e subiu seis posições na tabela de classificação do campeonato nacional

Élber balança as redes de Helton Leite e comemora gol com companheiros no Mané Garrincha
Demorou, mas o Cruzeiro, enfim, chegou à sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro. Foram necessárias cinco rodadas do certame nacional para que a Raposa conquistasse três pontos diante de um adversário. E, na noite desta quarta-feira, a vítima da Raposa foi o Botafogo, derrotado por 1 a 0, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. O resultado, garantido com um gol do meia Élber, alivia um pouco a pressão sobre o time celeste, muito criticado pelos torcedores.
Na partida que marcou o reencontro de dois velhos conhecidos, o português Paulo Bento e Ricardo Gomes - técnicos da equipe mineira e carioca, respectivamente -, parceiros no Benfica, de portugal, na década de 1990, melhor para o treinador lusitano. Mesmo sem estar no banco de reservas, por ter sido expulso no clássico com o América, Bento viu sua equipe dominar o alvinegro no primeiro tempo e “cozinhar” o adversário na etapa final. O responsável por comandar os celestes na noite desta quarta foi o assistente Ricardo Peres. 
Na sexta rodada o Cruzeiro recebe o São Paulo, às 18h30, no Mineirão, onde ainda não venceu na atual edição do certame nacional. Já o Botafogo pega o Santos, às 16h, no Pacaembu.
O jogo
Sedento pelo triunfo, o Cruzeiro, que amargava a 19ª colocação antes do início da quinta rodada, partiu para cima do Botafogo. A Raposa chegou a somar 64% de posse de bola na etapa inicial e sufocou o adversário. Encurralando os cariocas no campo de defesa o gol era questão de tempo. Aos 26 minutos, Robinho fez um lançamento em profundidade e encontrou Élber. O prata da casa celeste gingou em cima do zagueiro adversário e, de bico, colocou a bola no fundo da rede de Helton Leite, que não teve tempo sequer para fechar as pernas. Raposa 1 a 0.
“Nosso time começou muito bem, criando as oportunidades, marcando bem. Isso resultou no gol. Agora é ter tranquilidade no segundo tempo para sair no contra-ataque e matar o jogo”, disse Élber na saída para o intervalo.
Apesar da vontade demonstrada pelo autor do tento estrelado, o segundo tempo cruzeirense foi um horror. Aquele time da primeira etapa não voltou do vestiário e o Botafogo, por sorte dos mineiros, não soube aproveitar as chances que teve. A inoperância do Cruzeiro era nítida e o goleiro Fábio ainda viu suas traves balançarem por duas vezes. Enquanto isso, Helton Leite foi um mero espectador na etapa final.
Mesmo assim, os três pontos foram creditados na conta da equipe cinco estrelas, que promoveu uma escalada de seis posições na classificação. Dependendo da combinação de resultados, o time de Paulo Bento pode até terminar a quinta rodada na 13ª posição. O jogo entre América e Ponte Preta estabelecerá o posto celeste na tabela.  
FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 0 X 1 CRUZEIRO
Botafogo: Helton Leite; Diego, Emerson Silva, Emerson Santos, Victor Luis; Bruno Silva, Dierson, Fernandes (Neilton); Ribamar (Sassá), Anderson Aquino, Salgueiro (Leandrinho). Técnico: Ricardo Gomes.
Cruzeiro: Fábio; Lucas, Bruno Rodrigo, Bruno Viana, Bryan; Henrique, Lucas Romero, Élber (Willian), Robinho (Marciel), Arrascaeta; Riascos (Alisson).
Data e local: 01/06/2016, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.
Gols: Élber, aos 26 minutos
Arbitragem: Elmo Alves Resende Cunha (GO), auxiliado por Vanderson Antonio Zanotti (ES) e Luciano Roggenbaum (PR).
Público: 7.057 pagantes
Renda: R$ 467.030,00