Corpos de vítimas de acidente são sepultados em São Sebastião,Litoral de São Paulo

Cerimônias ocorrem desde a manhã desta sexta, em cemitério de Barra de Una

A Tribuna

  Velórios coletivos são realizados em três bairros de São Sebastião (Foto: Rogério Soares)

Os corpos das 18 vítimas do acidente com um ônibus de universitários na Rodovia Mogi-Bertioga começaram a ser sepultados na na manhã desta sexta-feira (10) em cemitérios de São Sebastião, no Litoral Norte. Mais cedo, eles estavam sendo velados em cerimônias coletivas, em ginásios de Juquehy, Boiçucanga e Barra do Una. Os velórios eram realizados desde a noite de ontem.

Pouco antes das 10h, o primeiro caixão deixou a quadra de uma escola em Barra do Una. Era o da estudante Gabriela Silva Oliveira dos Santos, que carregado por familiares e amigos, em um cortejo, até o cemitério no mesmo bairro. Na sequência, foram sepultados os corpos dos estudantes Natália Rodrigues Teixeira, Daniel Bertoldo, Maria Wdirlania Macedo de Souza e Daniela Aparecida Mota Dias.

Antes da liberação dos corpos, uma missa foi realizada por padres da região. Em seguida, pastores evangélicos também fizeram orações em memória das vítimas.

Mais de 500 pessoas, entre familiares e amigos das vítimas, estiveram presentes nas cerimônias. Na manhã de hoje, conforme apurou a Reportagem, apenas um corpo ainda permanecia no Instituto Médico Legal (IML) de Guarujá. A identificação da vítima não foi divulgada. A liberação só teria ocorrido hoje porque a família ainda buscava um local para cremar o corpo do estudante. 
Centenas de familiares e amigos acompanham velório das vítimas do acidente (Foto: Rogério Soares)
Onze corpos foram velados coletivamente na quadra de um ginásio em Juquehy. Os demais foram velados em ginásios de Boiçucanga e Barra de Una. 

Em Barra do Una, a Reportagem foi informada que, desde ontem, mais de 30 presentes necessitaram de atendimento médico. De acordo com o médico Carlos Alberto Yoshimuah, do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), as ocorrências estariam relacionadas à forte emoção dos familiares presentes no velório. “Estamos atendendo essas pessoas, dando água a elas e tentando acalmá-las”, explicou.
O corpo da estudante Gabriela foi o primeiro a ser sepultado em São Sebastião (Rogério Soares)
Também na cerimônia, estiveram presentes amigos e colegas de trabalho do estudante Daniel de Oliveira Damásio. O rapaz trabalhava como açougueiro no Pão de Açúcar de Riviera. O pai dele, Zenildo Oliveira, conversou brevemente com a imprensa, e lembrou com carinho do filho, uma pessoa especial e batalhadora. “Era uma pessoa sem igual”, afirmou emocionado.

Os corpos de todas vítimas veladas no Litoral Norte devem ser sepultados ainda nesta manhã.