Comoção e homenagens marcam enterro de Vera Lúcia de 44 anos assassinada em Divinópolis, assista

O crime que chocou a cidade desencadeou um sentimento de revolta e cobrança da população divinopolitana por mais segurança. O clamor da sociedade é também para que o crime não fique impune.

TV Candides
O último adeus a Vera Lúcia dos Santos Pugas foi acompanhado por centenas de pessoas que lotaram o local onde ela foi velada. As ruas entorno do cemitério do bairro Interlagos ficou tomada de carros. A cada relato a tristeza e revolta de perder uma pessoa tão querida.
Através das redes sociais, moradores, conhecidos e familiares prestaram a última homenagem a Vera. Ela tinha 44 anos, era casada com o dono da lanchonete e deixa um filho adolescente. De acordo com os amigos, Vera reclamava da insegurança.
O comércio funcionava no mesmo local aproximadamente 15 anos e de acordo com a população, pelo menos 3 assaltos foram registrados no local. Cerca de 150 pessoas acompanharam a homenagem. A PM acompanhou todo ato e fechou a rua Francisco Machado Filho. Uma corrente humana se formou e juntos, de mãos dadas, o pedido era de justiça e paz.
Na porta da lanchonete vários cartazes foram afixados, flores, imagens, velas e muitos pedidos de oração para a família.  A todo momento, pessoas de vários locais chegam indignados com o crime. No bairro e especificamente na rua onde foi registrado o crime, existem também outros estabelecimentos comerciais. A polícia agora tenta identificar os autores do latrocínio.