Caminhoneiro faz sexo com égua e ameaça dono do animal de morte em Minas Gerais

Suspeito usou uma corda para amarrar equino; armado, ele fugiu e ainda não foi localizado


O Tempo

A Polícia Militar de Patos de Minas, no Alto Paranaíba, está à procura de um caminhoneiro que ameaçou um jovem de 25 anos de morte após ser flagrado praticando zoofilia, ato de fazer sexo com animais, com a égua do homem na noite dessa quarta-feira (22).
De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, a vítima acionou os militares e contou que tem uma égua e uma potrinha da raça Mangalarga Marchador que ficam em um lote no cruzamento da avenida Fátima Porto com avenida Cruzeiro do Sul, no bairro Jardim dos Andradas.
Por volta das 20h30, o jovem foi até o local alimentar os equinos quando se deparou com eles amarrados com uma corda e o suspeito abusando da égua. Ao presenciar a situação, o dono dos animais foi cobrar satisfações e os dois iniciaram uma briga.
Minutos depois, o jovem foi jogado contra uma cerca. Nesse momento, o caminhoneiro foi até o veículo e pegou uma arma. Ameaçando a vítima de morte, o suspeito ordenou que ela se afastasse, entrou no caminhão e não foi mais visto.
O dono da égua teve escoriações nas costas e não precisou receber atendimento médico. As cordas foram retiradas dos animais e, aparentemente, eles não se machucaram. O caso foi encerrado na delegacia de plantão da cidade.
Crime
Conforme o artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais, “praticar ato de abuso, maus- tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos” é crime com pena que pode variar de três meses a um ano de prisão e multa.