Temer vai pagar um preço alto, diz Fernanda Montenegro

Considerando a decisão "uma tragédia", a atriz defendeu as manifestações que estão acontecendo no país contra o fim do MinC

Folhapress

 

Nos bastidores da série "Mister Brau" (Globo), em que gravou uma participação especial, na tarde da quarta-feira (18), Fernanda Montenegro, 86, lamentou a decisão de Temer de extinguir a pasta da cultura, criando no lugar uma secretaria subordinada ao MEC.
Considerando a decisão "uma tragédia", a atriz defendeu as manifestações que estão acontecendo no país contra o fim do MinC.
"Isso é uma tragédia. O presidente interino vai pagar um preço alto por essa pouca visão de um ministério que sempre foi dotado de um orçamento miserável. A cultura é a base de um país", lamentou Fernanda em entrevista à reportagem.
"Esse congresso aí pode achar que a cultura é uma bobagem, uma frescura. Esse governo do Temer, até quando existir na atual conjuntura, vai pagar um protesto violento", prometeu.
A atriz também comentou a manifestação da equipe do filme "Aquarius" no Festival de Cannes. Na ocasião, elenco e equipe levantaram cartazes dizendo que o impeachment foi um golpe.
"Nós temos o direito, cada um de nós, de seguir, protestar, recusar, aceitar, invadir, assumir os espaços culturais e educacionais do país se não estamos satisfeitos. A cada um direito de se manifestar dentro da sua visão existencial, política e ideológica", defendeu.