Lei Prefeitura de BH altera regra de uso de outdoor eletrônico



Decreto muda o Código de Posturas e diminui o valor da manutenção das placas

O Tempo



Intervalo de exibição de imagens foi reduzido em alguns pontos
 
O intervalo entre a veiculação de imagens estáticas em painéis eletrônicos de LED foi reduzido de 30 s para 20 s em algumas áreas de Belo Horizonte, como nas avenidas Amazonas, Cristiano Machado e Antônio Carlos. A alteração ocorreu ontem por meio do Decreto 16.313/2016 publicado no “Diário Oficial do Município” (“DOM”), que altera o Código de Posturas.
Segundo o secretário Municipal Adjunto de Planejamento Urbano, Leonardo Castro, a modificação é baseada em estudos da prefeitura que mostram que 20 s é o tempo ideal para que as publicidades sejam vistas por um grupo maior de pessoas, sem que isso atrapalhe os condutores.
O intervalo de 30 s foi regulamentado no início de 2015 pela prefeitura. No entanto, empresários do ramo de painéis enviaram ao órgão um ofício pedindo para que o intervalo de exibição das imagens fosse reduzido para 10 s. “Entendemos que 20 s é o tempo ideal para melhorar a periodicidade (da propaganda) sem atrapalhar os motoristas”, disse CastroEle explicou que as mudanças do decreto contemplam os outdoors eletrônicos instalados em lotes vagos fora da avenida do Contorno e abrangem vias arteriais de ligação regional. Dentro do área da Contorno, porém, a oscilação entre a exibição continuará sendo de 30 s..
Outra mudança foi a redução do preço anual que as empresas precisam pagar para manter as placas tecnológicas na cidade. O custo para painéis de LED caiu de R$ 950 por metro quadrado para R$ 450. “O valor estava incompatível com o mercado”, acrescentou Castro. Valor.
No decreto, a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) fica responsável por estabelecer os índices de luminosidade admitidos para os painéis e por definir as regras para o uso da tecnologia. A BHTrans informou que já entregou o estudo com índices de luminosidade e as regras para a Regulação Urbana.
Números
Fiscais. BH tem 360 fiscais para obras, posturas, controle ambiental, vias e limpeza urbanas. São 3.600 outdoors licenciados, incluindo indicativos (placas de comércio).