Fernando Pimentel entrega 107 veículos para a área de saúde, confira os municípios contemplados

Investimento de R$ 5,53 milhões pelo Tesouro Estadual em ambulâncias e outros veículos beneficia 90 prefeituras

Agência Minas

A entrega dos 107 automóveis faz parte do Programa de Doação de Veículos para Atenção à Saúde

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, entregou nesta segunda-feira (23/5), em Belo Horizonte, 107 veículos para a saúde, sendo 53 ambulâncias. Foram investidos R$ 5,53 milhões pelo Tesouro Estadual na aquisição dos veículos, que foram entregues a 90 prefeituras dos Territórios de Desenvolvimento Sul, Caparaó, Vale do Rio Doce, Vertentes, Triângulo Sul, Central, Metropolitano, Oeste, Mucuri, Alto Jequitinhonha, Triângulo Norte, Noroeste, Mata, Médio e Baixo Jequitinhonha, Norte, Sudoeste.
Acompanhado do vice-governador Antônio Andrade, Pimentel entregou a chave dos veículos a cada um dos prefeitos ou seus representantes e destacou a importância do Estado investir na saúde. “Nós lançamos os Fóruns Regionais de Governo e uma das principais demandas surgidas é a de dar mais condições para os atendimentos de saúde. Quem é prefeito de uma cidade pequena sabe a dificuldade que tem, porque o município não tem tamanho econômico e demográfico para receber um grande equipamento de saúde. É preciso ter estrutura para deslocar seu paciente para um centro melhor equipado na sua região. Por isso, as ambulâncias e equipamentos de saúde são tão importantes”, afirmou o governador.
A entrega dos 107 automóveis faz parte do Programa de Doação de Veículos para Atenção à Saúde, lançado no final de 2015, contemplando prefeituras e entidades filantrópicas credenciadas como prestadores de serviços para o Sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo é proporcionar qualidade no transporte de pessoas que necessitem de tratamento médico, realização de exames ou de consultas e promover a assistência médica de caráter emergencial.
Pimentel destacou a parceria entre Executivo e Legislativo na atenção aos municípios mineiros, já que os recursos para aquisição dos equipamentos de saúde saíram dos cofres estaduais após indicação dos parlamentares por meio de emendas.
“O Legislativo trabalha muito por Minas Gerais. Eu sou testemunha, e o Toninho Andrade (vice-governador Antônio Andrade) também, do esforço que a Assembleia tem feito para oferecer ao governo do Estado condições de governabilidade. E as emendas parlamentares são mecanismos democráticos, transparentes e legítimos de os deputados atenderem às suas bases. Então, quando nós, através de uma emenda, compramos um equipamento de saúde e fazemos uma doação ao município, estamos contemplando a comunidade. É o Poder Executivo fazendo sua parte, o Poder Legislativo fazendo a sua parte, e os prefeitos atendendo à população”, destacou o governador.
A Secretaria de Estado de Saúde adquiriu 1.509 veículos, tendo sido investidos R$ 75 milhões. Até o momento, já foram entregues 810 veículos. As entregas foram realizadas em eventos em Montes Claros, Araxá, São Sebastião do Paraíso, Ubá e Belo Horizonte. No total, 477 municípios de todos os Territórios de Desenvolvimento do Estado já foram contemplados.
O prefeito de Virgem da Lapa, Harley Lopes Oliveira, agradeceu o governo estadual, em nome dos demais gestores, cujos municípios receberam veículos, pelo auxílio dado às administrações municipais. “Um conjunto de obras está vindo para o nosso Estado. Somos do Jequitinhonha e a crise financeira nossa é bem maior. Estamos juntos, confiamos no seu governo, na sua equipe e temos certeza de que, aqui em Minas Gerais, a gente tem governador, tem governo que vai nos ajudar, que é parceiro, que sabe ouvir para governar”, concluiu.
Parceria
Pimentel aproveitou a presença dos prefeitos para fazer uma análise da conjuntura política e destacou a união de forças em Minas Gerais para vencer eventuais dificuldades.
“Nós estamos vivendo um período difícil. A política está ficando criminalizada, como se ela fosse responsável por todas as tragédias. E não é assim. Pelo contrário, é no caminho da política que vamos achar soluções equilibradas, pacificadoras, democráticas, para tirar o país da crise. E é esse o caminho que nós estamos trilhando em Minas Gerais”, afirmou.
Segundo o governador, “nós aqui não podemos dizer que estamos imunes à crise, porque Minas Gerais está no centro do país, Mas a gente lida com ela de um jeito diferente. O que a gente está fazendo é diminuir os efeitos danosos. Estamos pacificados. As forças políticas que compõem o nosso governo estão em absoluta sintonia, na Assembleia Legislativa, no secretariado, na interlocução com o Poder Judiciário”, completou.