Hoje em Dia
 
Gusttavo já colocou seus advogados atrás de Karen
 
O cantor Gusttavo Lima vai ter que dar explicações à Justiça. Uma empresa de cosméticos entrou com uma ação judicial contra o sertanejo alegando quebra de contrato. Se sair vitoriosa, Lima terá que desembolsar multa de R$1,7 milhão.
O caso ocorreu em 2014 quando Gusttavo Lima assinou contrato para ser garoto-propaganda da empresa Cosmetics Comercio e Importação LTDA. O acordo firmado previa fotos publicitárias, aparições na televisão e na mídia por seis meses além de uma participação em um show realizado em Brasília. Ao todo, a companhia de cosméticos pagou o cantor cerca de R$280 mil e outros R$80 mil em doações. No entanto, a empresa alega que Gusttavo Lima não cumpriu com nenhuma das ações prometidas e não deu explicações para a quebra de contrato.
Desde então, a companhia emitiu uma ação judicial que deveria ser entregue em mãos ao cantor – tarefa que se arrastou ao longo de dois anos devido à agenda cheia de Gusttavo Lima. Nessa quarta-feira (11), porém, o sertanejo recebeu a ação judicial enquanto se preparava para um show que realizaria em Brasília.
Em nota, o advogado do cantor, Cláudio Bessas, diz que a rescisão do contrato partiu da própria empresa de cosméticos após Gusttavo Lima não comparecer à festa de lançamento da marca, ato que não foi acordado entre as partes. 
Uma vez que a ação já foi entregue pessoalmente ao cantor, Gusttavo Lima e representantes da empresa de cosméticos devem participar de uma audiência para estabelecer um acordo.