Municípios do estado de Minas têm até 20 de maio para cumprir a meta de vacinação contra a gripe

Mais de quatro milhões de mineiros devem tomar a vacina contra a gripe na campanha de 2016 que, oficialmente, acontece de 30 de abril a 20 de maio. 

Devem ser vacinadas as pessoas do considerado grupo prioritário – idosos acima de 60 anos, gestantes, mulheres no período de até 45 dias após o parto, crianças entre seis meses e menos de 5 anos de idade, profissionais de saúde, indígenas, além dos doentes crônicos, como pessoas com diabetes, asma, bronquite e hipertensão.
A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) recomendou aos municípios iniciarem a campanha no dia 25 de abril (segunda-feira), mas cada prefeitura define o seu calendário de vacinação.
A vacina é produzida segundo as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), com base nos vírus que estão circulando em cada hemisfério em um dado momento. A população tem acesso à vacina, gratuitamente, nos postos de saúde da rede pública, com as doses que protegem contra os três subtipos do vírus da gripe: Influenza A (H1N1), Influenza A (H3N2), e Influenza B.
A doença
Com a chegada do outono e do inverno, uma doença bastante comum entra em cena: a gripe, cuja transmissão é favorecida, nos dias mais frios, pelo maior agrupamento de pessoas em ambientes fechados. Veja o que é mito e verdade sobre o vírus Influenza e a vacina contra a gripe:
A gripe pode matar? 
Verdade. Se não for tratada, a gripe pode causar complicações graves, e inclusive a morte.
Existem pessoas mais suscetíveis à infecção pela gripe?
Verdade. Por isso, a recomendação da OMS, adotada como estratégia do Ministério da Saúde, determina grupo prioritário para receber a vacina.
É possível prevenir da gripe sem a vacina?
Verdade. Para se prevenir contra a gripe, é muito importante mudar alguns hábitos como: lavar a mão com mais frequência e levar o antebraço à boca ao espirrar ou tossir; evitar tocar os olhos, boca e nariz após contato com superfícies; não compartilhar objetos de uso pessoal e manter os ambientes bem ventilados, além de cuidar da saúde e dormir bem.
Beber bastante líquido ajuda no tratamento da gripe?
Verdade. O tratamento sem complicações conta com hidratação, medicação sintomática, alimentação leve e repouso. É fundamental procurar atendimento nas unidades de saúde para saber qual é o tratamento correto.
Devo correr para tomar a vacina antes da Campanha?
Mito. As datas para realização das campanhas de vacinação da Influenza (gripe) são programadas de acordo com a circulação do vírus no Brasil.
A vacina oferecida na rede privada é melhor que a vacina ofertada pelo SUS?
Mito. O Brasil não só oferece uma gama muito abrangente de vacinas de qualidade, como essas são conservadas e aplicadas de forma adequada.
É verdade que podemos ficar gripados ao tomar a vacina?
Mito. A vacina da gripe é feita por fragmentos de vírus mortos, portanto incapaz de produzir doença. Vale ressaltar que o efeito protetor da vacina tem início após cerca de duas semanas, tempo necessário para que os anticorpos induzidos pela vacina possam ser produzidos.
Se eu já tiver pegado a gripe H1N1, ainda preciso tomar a vacina?
Verdade. Quem foi infectado fica imunizado por um tempo, mas depois pode voltar a contrair a doença.
Já me vacinei no ano passado. É verdade que preciso me vacinar novamente?
Verdade. A constante mudança dos vírus Influenza requer uma frequente reformulação da vacina, de forma que é necessário se vacinar anualmente contra a gripe.
Pessoas alérgicas a ovo não podem tomar a vacina?
Verdade. A vacina contra a gripe possui em sua composição proteínas como a ovoalbumina, agente causador da anafilaxia (alergia grave) ao ovo.
A infecção pelo vírus da gripe pode provocar alguma complicação para o bebê de uma grávida, a exemplo do Zika Vírus?
Mito. Muitas pesquisas realizadas envolvendo números elevados de pacientes não foram capazes de correlacionar a Influenza com malformações congênitas.
Há riscos para os bebês de grávidas que são vacinadas?
Mito. A gestação é um excelente momento para vacinar, pois o bebê fica protegido pela passagem de anticorpos via placenta até que possa receber a vacina, após os seis meses de vida.
Quem toma a vacina pode doar sangue?
Verdade. No entanto, a doação deve ser feita, pelas pessoas que atendam aos requisitos, depois de 48 horas contadas a partir do dia da vacinação.
Com informações da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES)/Pollyana Teixeira